Após incêndio, mercadorias reduzidas a cinzas e plástico derretido no Camelódromo

Incêndio deixou rastro de destruição e prejuizo
Incêndio deixou rastro de destruição e prejuizo

O centro comercial popular mais conhecido de Campo Grande, o Camelódromo, amanheceu de portas fechadas nesta segunda-feira (12). Após o incêndio de ontem, o cenário colorido e musical deu espaço para portas metálicas abaixadas, cinzas e plástico retorcido.

Ainda não há informações sobre como o incêndio começou, mas há populares acreditam em algo criminoso, pois estava fechado no momento que as chamas começaram.

O local possui 450 boxes, e segundo informações preliminares foram atingidos os boxes 359, 360, 361, 377, 378, 379, 380 e 381.

Pelas redes sociais, o presidente do Camelódromo, Narciso Soares dos Santos, informou que não houve feridos e que o local permanecerá fechado para consumidores, mas os lojistas estão liberados para verificarem possíveis perdas.

Para quem foi pela manhã ver como tudo ficou, se deparou com os estragos do fogo e da água, além da falta de previsão para reabertura.

“É muito triste ver tudo isso, pois são pessoas pequenas, que lutam diariamente e já tiveram muitas perdas durante a covid. Parece que quarta-feira vamos abrir, mas cada dia fechado é mais prejuízo”, compartilha a proprietária de um box de roupas Ângela Carmo, de 45 anos.Apesar das informações de possível invasão, muito comentada por populares, a gerente do centro comercial, Juliana Delgado, não acredita nisso e aguarda a investigação policial.

“O que a gente tem certeza é que não foi criminoso, mas estamos aguardando a perícia. Estava tudo desligado só a equipe de segurança dentro, então é preciso averiguar. O Camelódromo segue fechado hoje e amanhã, se Deus abençoar retornamos após o almoço na quarta-feira (14)”, destaca Juliana.

A gerente também espera que o grupo de comerciantes receba apoio de agentes públicos. “Já recebemos muitas ligações, de pessoas querendo ajudar, mas precisamos dos laudos da perícia para poder mensurar o prejuízo. Precisamos restabelecer a energia, fazer a limpeza e buscar recursos para ajudar os lojistas”, completou.

O perfil no Instagram @camelodromocg.oficial abriu uma caixa de interação nos stories para quem deseja ajudar os comerciantes.

Texto Kamila Alcantara e Inez Nazira

Leia mais: Camelódromo da Capital pega fogo; Bombeiros já controlaram a situação

Camelódromo da Capital pega fogo; Bombeiros já controlaram a situação

Confira as redes sociais do O Estado Online no Facebook Instagram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *