Ministério da Saúde decide novo modelo de distribuição de vacinas

Ministério da Saúde - vacinas
Crédito: Saul Schramm

A secretária extraordinária de enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde, Rosana Leite de Melo, disse ao GLOBO que a pasta deve fechar na próxima segunda-feira os novos indicadores dos cálculos que decidem a distribuição de vacinas contra a Covid-19 para os estados.

“Fecharemos os indicadores na segunda-feira juntamente com o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde), visto que a gestão é Tripartite”, disse Melo.

A secretária se reuniu neste sábado (24) com técnicos e com o ministro Marcelo Queiroga para rediscutir o modelo de distribuição de vacinas, que atualmente é feito pela distribuição populacional.

Na reunião, Melo apresentou as demandas e questionamentos dos estados e municípios, além da perspectiva de doses dos próximos dois meses e o que já foi enviado para os estados.

“Como já aplicamos em todos os grupos prioritários do Programa Nacional de Imunização (PNI) será o momento de repensarmos a estratégia, principalmente com o maior aporte de doses que virão”, disse, completando: “Também rediscutiremos, juntamente com o Departamento de Logística, a distribuição das vacinas, desde a chegada ao aeroporto, processos de segurança, despacho aos estados após a pauta confeccionada”.

O Brasil ultrapassou 548 mil mortes por Covid-19 na sexta-feira, quando mais 1.286 morreram por conta da doença. A média móvel foi de 1.131 óbitos, redução de 14% ante duas semanas atrás.

Os dados são do consórcio formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo, que reúne informações das secretarias estaduais de Saúde divulgadas diariamente até as 20h.

Leia matérias do caderno impresso

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *