Mato Grosso do Sul confirma primeiro caso da variante ômicron

omicron covid-19
Foto: Divulgação/Universidade de Hong Kong

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) acaba de confirmar que detectou o primeiro caso da variante ômicron em Mato Grosso do Sul. Em nota, o órgão revelou que a vítima se trata de uma mulher de 24 anos, moradora no interior do Estado, no município de Ivinhema, cidade localizada a 320 quilômetros de Campo Grande.

Com tosse, coriza e fraqueza, a jovem começou a sentir de forma leves os sintomas a partir do dia 3 de janeiro, sem a necessidade de internação. Ao procurar uma rede privada de saúde, ela fez o teste RT-PCR (swab nasal) em laboratório do município. De lá, o exame foi enviado para Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, no intuito de fazer o sequenciamento genético da amostra. O resultado da ômicron foi confirmado nesta sexta-feira (14).

Ainda em nota, a secretaria garante que a paciente não viajou para fora de MS. O titular da SES, secretário Geraldo Resende, já suspeitava que a ômicron estivesse “percorrendo” o Estado. “O aumento de casos que temos registrado desde o início do ano pode estar associado sim a variante. Por isso, pedimos que quem ainda não se vacinou, vacine-se! Conclua o seu esquema vacinal de forma urgente”, pede.

O boletim epidemiológico da secretaria, divulgado hoje (14), registrou 854 novos casos positivos para a doença viral e três vítimas fatais. Na última quinta, a SES teve o maior número de positivados por COVID-19: 2.482 notificações desde o início de 2022.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *