Torcedor do Corinthians que atirou em flamenguistas vai responder por tentativa de homicídio

Torcedor
Foto: reprodução

O torcedor do Corinthians que disparou contra dois flamenguistas vai responder por tentativa de homicídio. Os disparos aconteceram na noite de quarta-feira (3), após partida entre as duas equipes. A briga entre as torcidas terminou com três homens baleados, dois deles da torcida do Flamengo.

Ontem (5), a torcida organizada Raça Rubro Negra – 40° Região de Mato Grosso do Sul emitiu uma nota de repúdio contra a violência que aconteceu na Avenida Salgado Filho, no Bairro Amambai. Além disso, o grupo acusou a torcida do Corinthians de ter efetuado os disparos. “Dois torcedores de nossa torcida acabaram baleados no entorno da avenida Ernesto Geisel com rua Brilhante por torcedores da torcida Pavilhão 9.”

O caso é investigado na 1ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande. Conforme o delegado Antônio Souza Ribas Junior, o fato foi inicialmente registrado como lesão corporal, mas passa a ser tratado como homicídio simples na forma tentada. Ainda não há informação sobre a autoria do crime.

A briga entre os torcedores

Torcedores de Flamengo e Corinthians entraram em confronto na noite de ontem (3), em Campo Grande, após o jogo entre as equipes, pela Copa Libertadores. O caso aconteceu na Avenida Salgado Filho, no Bairro Amambai. Durante a briga generalizada, foram utilizados barras de ferro e bombas.

De acordo com o vídeo, é possível ver um grupo de pessoas com camisa do Corinthians em uma parte da avenida. Do outro lado estavam torcedores do Flamengo. Os dois grupos se agridem, além de jogarem objetos, como pedras.

Os dois grupos só dispersaram após disparos terem sido efetuados no local. Em vídeo feito do alto do viaduto sobre a Ernesto Geisel é possível ouvir três disparos semelhantes ao de uma arma de fogo. Provavelmente, os disparos que atingiram o torcedor.

 

Confira as redes sociais do O Estado Online no Facebook Instagram.

 

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.