Caminhoneiro que matou menino de 5 anos tem liberdade negada

caminhão
Foto: Divulgação

O caminhoneiro de 25 anos, acusado de atropelar e matar Luiz Vital Paruche Viana, de 5 anos, teve o pedido de revogação da prisão preventiva negado. O atropelamento aconteceu em Rio Brilhante, em 18 de Julho, a 161 quilômetros de Campo Grande.

A defesa do acusado argumentava não haver requisitos legais para dar continuidade a prisão cautelar e que a comoção social gerada não “se confunde com a ofensa à ordem pública, de modo que não é suficiente para embasar a manutenção da custódia preventiva”.

Foi pedida então a revogação da prisão preventiva ou a sua substituição por uma medida cautelar, com monitoramento por meio de tornozeleira eletrônica. O Ministério Público de Mato Grosso do Sul (MP/MS), foi contra.

A defesa ainda alegou que o acidente teria acontecido por “infortunística veicular de trânsito”, porém as investigações sugerem que o suspeito assumiu o risco de causar o óbito de Luiz, já que o motorista dirigia o caminhão após ingerir uma dose altíssima de álcool e transitava em alta velocidade pela via.

Mas, em razão da gravidade do crime e a possibilidade do motorista cometer o mesmo delito, já que o acusado revelou a polícia que que já havia sido detido em São Paulo por dirigir embriagado, o pedido de revogação da prisão preventiva foi indeferida pela juíza Mariana Rezende Ferreira Yoshida.

Sobre o caso

Luiz estava brincando em um terreno com o irmão, quando foi atropelado e morto pelo motorista embriagado, que estava a caminho de uma conveniência para comprar mais bebida.

Após o acidente, o condutor e a esposa, que estava no caminhão, fugiram do local sem prestar socorro a criança, mas foram localizados logo depois pela polícia, que constatou a ingestão de álcool pelo homem.

Luiz chegou a ser atendido por bombeiros e encaminhado para um hospital, mas não resistiu e acabou morrendo antes de chegar ao local. A mãe da criança entrou em choque e continuou abraçada ao filho durante todo o trajeto. O irmão de Luiz não se feriu, mas também entrou em choque.

Veja também: Motorista que atropelou e matou criança de cinco anos estava bêbado, diz polícia

Acesse também as redes sociais do Estado Online no Facebook Instagram.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.