Trad diz que segmentos estão sendo punidos “por ineficiência do Estado”

Marquinhos-1

O prefeito Marquinhos Trad disse ontem à Rádio CBN que segmentos da economia local não podem ser punidos pelo que ele chamou de “ineficiência do Estado”.

“Nós estamos punindo segmentos por ineficiência do Estado. Eles não querem divulgar e reconhecer os próprios erros. Por que se fecha comércio? Porque não tem leitos. E quem era responsável pela ativação de leitos? Os gestores indicados pelo povo”, disse o mandatário municipal.

Em sua fala, Trad diz que mudou a classificação da Capital, porque “a atualização da pontuação dos municípios foi feita repentinamente pelo governo estadual”. Segundo ele, no último dia 7, a comissão do Prosseguir se reuniu e deliberou 27,5 pontos para Campo Grande, o que indica bandeira vermelha.

“Dois dias depois, no dia 9, foi feita uma assembleia extraordinária sem a presença dos prefeitos, onde a equipe técnica alterou os critérios de avaliação e classificação”, completou o prefeito.

Segundo Geraldo Resende, “a decisão do prefeito se torna ainda mais questionável tendo em vista que, na quinta-feira (10), o prefeito de Campo Grande, juntamente com o secretário municipal da Saúde, José Mauro, o secretário de Governo, Antonio Lacerda, e o procurador-geral do município, Alexandre Ávalo, estiveram reunidos na secretaria estadual. Nesse encontro, Trad entregou um documento se comprometendo a seguir as medidas restritivas impostas pela bandeira cinza do Prosseguir e solicitando prazo de 72h para o município se organizar”.

(Com informações Rádio CBN)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.