Grávida, esposa de homem executado a tiros na Capital planejava chá de bebê

grávida
Divulgação/ Facebook

Grávida de 3 meses e arrasada pela morte do esposo, William Cesar dos Anjos, 35 anos, executado com 11 tiros, na madrugada desta segunda-feira (10), entre as ruas Escaramuça com Zenio Silva, no Jardim Radialista, comentou que estavam planejando o chã de bebê para o mês que vem.

Segundo relatos da jovem, que terá o nome preservado na matéria, disse ao site O Estado Online, que o casal estava vendo decorações para o evento e que a vítima sentia-se realizada com o nascimento do filho

“William estava super feliz com a gravidez, ele beijava a minha barriga todos os dias e falava que era menino o sexo do bebê. Até o momento a ficha não caiu, não sei como será o futuro agora sem ele aqui do meu lado”, comentou aos prantos.   

Arrasada pela morte, a esposa grávida de William, apelidado carinhosamente pelos amigos de “pinguim”, relatou que ontem antes do assassinato, ambos foram ao shopping e como estava enjoada, pinguim a deixou em casa antes de ir para tabacaria.

“Ontem fomos ao shopping e ele comprou uma sandália de dia dos namorados pra mim. A gente sempre saía juntos, como estava enjoada ele comentou que iria a tabacaria e acabei ficando em casa. Depois de 20 minutos, recebi telefonemas de amigos falando que ele estava morto e como era perto da minha casa, acabei vendo meu esposo no chão ensanguentado. Foi péssimo tudo isso”, comentou completamente abalada. 

Divulgação

Muito adorado pelos amigos, William era conhecido no bairro Aero Rancho, onde morava. Ao site O Estado MS, a esposa de Pinguim comentou que os amigos farão homenagens minutos antes do enterro.

“William era adorado por todos e sei que fizeram uma camiseta com a foto dele e fui informada que farão um comboio de carros rebaixados. Todos estarão no enterro fazendo a sua homenagem. Estamos todos arrasados.”, relatou. 

O velório de William César está acontecendo na tarde de hoje (9), na Capela Funerária e o enterro está marcado para amanhã, às 8h, no Cemitério das Moreninhas. Confira: Foragido, autor de duplo homicídio em lava-jato já tinha passagem por violência doméstica

Acesse também as redes sociais do Estado Online no Facebook Instagram.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.