Terremoto no Afeganistão mata 920 pessoas; número deve subir

Terremoto
Foto: Divulgação/Twitter

Um terremoto matou cerca de 920 pessoas no Afeganistão. A tragédia aconteceu nesta quarta-feira (22). O local do tremor foi em uma área rural, de difícil acesso e com áreas que houve deslizamentos, portanto o número de mortos deve crescer à medida em que as informações chegam.

Além disso, outro fator prejudicial da região é que após a chegada do Taleban no ano passado e a saída dos militares dos EUA, muitas agências de socorro também deixaram o país.

Fotos na mídia afegã mostram casas reduzidas a escombros, com corpos envoltos em cobertores no chão. Helicópteros foram mobilizados no esforço de resgate para chegar aos feridos e transportar suprimentos médicos e alimentos, disse Salahuddin Ayubi, autoridade do Ministério do Interior.

O terremoto de hoje foi o mais letal desde 2002 na região. O epicentro ocorreu província de Paktika, no Afeganistão, cerca de 50 quilômetros a sudoeste da cidade de Khost. Edifícios também foram danificados na província de Khost.

O tremor foi sentido por cerca de 119 milhões de pessoas no Paquistão, Afeganistão e Índia, disse o Centro Sismológico Euro-Mediterrânico (EMSC), mas não houve relatos imediatos de danos ou vítimas no Paquistão.

Segundo o serviço geológico dos EUA, o tremor registrou uma magnitude de 5,9. Já o Centro Sismológico Euro-Mediterrânico (EMSC), colocou em 6,1.

O terremoto ocorreu cerca de 480 quilômetros ao norte do local onde um terremoto mortal de magnitude 6,4 atingiu o Paquistão em 2008.

 

Acesse as redes sociais do O Estado Online no Facebook Instagram.

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.