Negociações entre Borja e River trava após valores não agradar o Palmeiras

Foto: Divulgação / Junior Barranquilla
Foto: Divulgação / Junior Barranquilla

As negociações entre Miguel Borja e River Plate estão próximas de um desfecho positivo, mas o Palmeiras na manhã de hoje (22), não concordou com o modelo de negócios apresentado pelo clube argentino. O Verdão tem 50% dos direitos econômicos do atacante, que hoje atua no Junior Barranquilla e está em negociações coma equipe de Monumental de Núñez 

Inicialmente as informações foram divulgadas pelo jornalista André Hernan em seu canal de youtube. As conversas devem continuar nos próximos dias, mas a venda só acontecerá quando Palmeiras, River Plate, Junior Barranquilla e Borja estiverem de acordo com os termos. 

Segundo a imprensa argentina, a negociação estava sendo avaliada em US$ 5 milhões  (cerca de R$ 25,7 milhões), mas o River inicialmente informou que pagaria pelos 50% do Junior Barranquilla. O único empecilho é que o Palmeiras também faz parte do negócio, o que obrigará o clube argentino a melhorar a proposta.  

Caso aceitasse a negociação de US$ 5 milhões, o Palmeiras receberia US$ 2,5 milhões (R$ 12,8 milhões), por conta dos impostos. Os valores apresentados não agradaram o Palmeiras. 

Informações divulgadas pela imprensa argentina, os representantes do atleta tem mantido contato com a diretoria alviverde na tentativa de avançar a negociação. Caso o Palmeiras trave a negociação, o atleta continuará no Junior Barranquilla, que em dezembro do ano passado pagou US$ 3,5 milhões (cerca de R$ 20 milhões na cotação da época) pelos seus 50%.

Contratado pelo Palmeiras em fevereiro de 2017 com apoio da Crefisa, o clube bancou US$ 10,5 milhões (R$ 33 milhões na cotação da época) por 70% dos direitos. Uma cláusula contratual fez que o Palmeiras a comprar 30% restantes por US$ 3 milhões

Após uma reclamação na FIFA em 2020 por parte do Atlético Nacional, o Verdão teve que entrar em acordo com os colombianos para o restante do pagamento. O valor retirado pela Crefisa será devolvido em até dois anos. 

Acesse também as redes sociais do Estado Online no Facebook Instagram.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.