Com recorde de participação, Jogos Escolares da Juventude de MS começam na próxima semana

Foto: Arquvio/ Fundesporte
Foto: Arquvio/ Fundesporte

Os Jogos Escolares da Juventude de Mato Grosso do Sul 2022 irão começar na próxima terça-feira (17) e irão até o dia 23. A capital irá receber a primeira etapa da competição com as modalidades de basquetebol e futsal, na faixa etária de 15 a 17 anos.

Para o diretor-presidente da Fundesporte, Silvio Lobo Filho, o evento promove a integração entre jovens de todas as regiões do estado. “Além do esporte, estamos levando uma oportunidade de socialização entre os sul-mato-grossenses, em um ambiente saudável para nossos jovens”, afirma. “Desta forma, não criamos apenas bons atletas, mas cidadãos conhecedores orgulhosos de seu estado”, conclui.

Após o período crítico da pandemia da Covid-19, a principal competição escolar do estado, que teve número reduzido de envolvidos em 2021, volta com tudo neste ano. A primeira etapa, na capital, terá número recorde de participantes até hoje, de acordo com a Gedel (Gerência-Geral de Desenvolvimento de Atividades Desportivas e de Lazer) da Fundesporte, que organiza e coordena os Jogos.

Ao todo, estarão nas quadras 1.068 estudantes-atletas (719 no masculino e 349 no feminino). “Atingimos um número de inscritos significativo neste ano pós-pandemia, com a participação de 58 municípios”, declara a gerente-geral da Gedel, Karina Pereira Quaini.

A partir deste ano, a competição, na faixa etária de 15 a 17 anos e nos esportes coletivos, terá novo formato. A participação dos municípios nesta edição será por seleções, isto é, equipe formada por estudantes-atletas representantes de várias instituições de ensino públicas e/ou privadas. Assim, o formato alinha-se à etapa nacional, os Jogos Escolares da Juventude, organizados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB). Em 2022, o evento terá Aracaju (SE) como cidade-sede, entre 1º e 18 de setembro.

O retorno do Centro de Convivência é outra novidade. A iniciativa busca a socialização de estudantes-atletas de diferentes municípios. “No Centro de Convivência, os atletas poderão participar de brincadeiras, palestras e momentos de descontração. Assim, incentivamos a interação entre nossos adolescentes, fomentando o espírito de coletividade”, enfatiza Karina Quaini.

Com informações de Fundesporte.

Acesse também as redes sociais do Estado Online no Facebook e Instagram.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.