Auxílio Gás de R$ 100 volta a ser pago em fevereiro; veja quem tem direito

Valor é liberado pela Caixa Econômica Federal em conta digital ou bancária; pagamento ocorre a cada dois meses - Foto: Reprodução/SBT News
Valor é liberado pela Caixa Econômica Federal em conta digital ou bancária; pagamento ocorre a cada dois meses - Foto: Reprodução/SBT News

O Auxílio Gás irá retornar ao pagamento do Bolsa Família de fevereiro, proporcionando um alívio financeiro a milhares de famílias de baixa renda. Segundo o Ministério do Desenvolvimento e Assistência, a nova parcela terá valor de R$ 102 e será depositada entre os dias 16 e 29 de fevereiro – mesmo calendário do Bolsa Família.

Nas cidades onde a Defesa Civil reconheceu oficialmente situação ou estado de emergência, o pagamento do Auxílio Gás também poderá ser antecipado, conforme ocorre com o Bolsa Família. É o caso de cidades no Rio Grande do Sul, na Bahia e no Maranhão, atingidas por chuvas intensas no início do ano.

Podem receber o Auxílio Gás as famílias inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) com renda familiar mensal per capita menor ou igual a meio salário-mínimo. Para receber o benefício, é preciso ter os dados atualizados no sistema e estar atento ao dígito final do Número de Identificação Social (NIS) – responsável pela ordem de pagamentos.

O valor do Auxílio Gás é liberado em conta digital ou bancária. No caso das famílias que não têm acesso a uma dessas opções de conta, é criada, automaticamente, uma poupança social digital pela Caixa Econômica Federal para pagamentos de benefícios do governo federal. No caso do Auxílio Gás, os depósitos ocorrer de dois em dois meses.

Confira o calendário de fevereiro:
– NIS final 1 – 16/2
– NIS final 2 – 19/2
– NIS final 3 – 20/2
– NIS final 4 – 21/2
– NIS final 5 – 22/2
– NIS final 6 – 23/2
– NIS final 7 – 26/2
– NIS final 8 – 27/2
– NIS final 9 – 28/2
– NIS final 0 – 29/2

 

Com informações do SBT News.

Confira as redes sociais do O Estado Online no Facebook e Instagram

 

Leia mais:

O “arroz de todo dia” compromete cerca de 30% da renda de uma família

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *