Fios brancos causados por stress podem ser revertidos

fios brancos

É fato que o estresse intenso pode iniciar, acelerar ou agravar o processo de tornar os cabelos grisalhos, mas um estudo controlado, realizado por pesquisadores da Universidade Columbia, nos EUA, observou e registrou com evidências determinadas o impacto do estresse psicológico sobre a coloração dos cabelos, e o processo de transformação em cabelos brancos.

Essa não foi, porém, a conclusão mais impactante do trabalho: a pesquisa concluiu que os cabelos brancos provocados por estresse podem ser revertidos, quando o motivador da perturbação é eliminado.

Tal comprovação possui evidente impacto estético, mas essa dimensão é menos importante e seu sentido vai muito além, ampliando caminhos e noções possíveis a respeito do processo de envelhecimento humano e a influência dos quadros de estresse sobre tal processo.

“Nossas informações se somam a um grande corpo de evidências demonstrando que o envelhecimento humano não é linear, e o processo biológico pode, parcialmente ao menos, ser interrompido ou mesmo temporariamente revertido”, afirmou Martin Picard, professor na Columbia University Vagelos College of Physicians and Surgeons e autor sênior do estudo. “Compreender os mecanismos que provocam os ‘velhos’ cabelos grisalhos a retornarem ao pigmento ‘jovem’ pode revelar novas pistas sobre a maleabilidade do envelhecimento humano e como isso é influenciado pelo estresse”, afirmou Picard.

O estudo foi publicado em 22 de junho na revista eLife, e trabalhou com a análise capilar detalhada de 14 indivíduos, a partir de um novo método de de capturar e estudar minúsculas “fatias” do cabelo humano, registrando a perda do pigmento em partes menores que 1/20 de um milímetro.

O estudo seguiu calendários de situações de estresse, e revelou em qualidade inédita a forma com que o cabelo branco retoma sua coloração original quando livre do motivador do estresse original.

“Um indivíduo saiu de férias, e cinco fios de cabelos retornou à coloração escura de forma sincronizada”, revelou o cientista. O estudo é ainda inicial, e não determina que basta reverter um quadro de estresse sugerido para que cabelos grisalhos eventuais retornem à cor original, mas que uma situação influencia diretamente o processo.

A conclusão, no entanto, de que esse sinal do tempo pode ser revertido abre uma imensa e importante porta para se ampliar estudos sobre outros processos de envelhecimento e, por exemplo, os impactos médicos sobre a saúde e o bem estar do ser humano. Acesse também: “Fadinha do skate” faz história e é prata nas Olimpíadas

(Com informações Hypeness)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *