“Fadinha do skate” faz história e é prata nas Olimpíadas

fadinha do skate

Com apenas 13 anos, Rayssa Leal fez história. A ”fadinha do skate” conquistou a medalha de prata no skate street feminino e virou a medalhista mais jovem da história do país. Ela mostrou todo seu talento e superou quase todas as concorrentes para ficar com a segunda colocação (14,64). O ouro ficou com a japonesa, também de 13 anos, Momiji Nishiya (15,26), que ainda viu a compatriota Funa Nakayama (14,49) ficar com o bronze.

Na final, Rayssa ficou entre as medalhistas desde as primeiras pontuações e mostrou que lutaria pela ponta desde o início. A cada rodada seu protagonismo se consolidava e a deixava ainda mais confiante para acertar os movimentos. Ultrapassada no fim, a brasileira se mostrou muito emocionada com o feito e chorou após o fim da prova.

“Eu estou muito feliz porque eu pude representar todas as meninas: Pâmela e Letícia que não chegaram na final e todas as meninas do Brasil… Isa, Virgina e todas as meninas do skate. Poder realizar meu sonho de estar aqui, conquistando uma medalha é muito gratificante pra mim e pros meus pais”, disse Rayssa.

Classificação

Todas skatistas deram duas voltas livres na pista, durante 45 segundos cada. Depois arriscaram 5 manobras separadamente. Das 7 notas registradas, as quatro melhores foram somadas para resultar em uma nota final.

Rayssa conseguiu duas grandes notas nas voltas iniciais (3.29 e 2.01). Depois, nas manobras, a “fadinha” conseguiu se destacar ainda mais, pois acertou 4 manobras de alto risco. E a cada acerto ela esbanjava simpatia e tranquilidade na pista. Acesse também: Intervalo maior de doses da vacina Pfizer aumenta níveis de anticorpos

(Com informações Uol Notícias)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *