“Este é o Grito dos Excluídos mais importante”, aponta o presidente da Fetems, Jaime Teixeira

“Este é o Grito dos Excluídos mais importante”, aponta o presidente da Fetems, Jaime Teixeira

“Este é o Grito dos Excluídos mais importante”, aponta o presidente da Fetems, Jaime Teixeira. Ele avalia a importância comparando aos 27 anos até aqui e explica o motivo. “

Porque hoje o brasileiro está passando fome, a inflação está muito alta, salários arrochados, e a política econômica não prevê uma melhora tão rápida. Então, são mais de 15 milhões de desempregados, mais de 15 milhões de subempregados e terceirizados. Esse povo está nas ruas gritando por socorro, pela vacina, pela saúde, pela segurança alimentar,  e a inflação está corroendo o salário e isso é muito grave”. 

Mas, Jaime Teixeira, considera mais grave também a ameaça de golpe militar no país chamado pelo Governo. “É absurdo! São, 80% da população repudiando o Governo Militar. É um grito forte na rua. Estamos contando com duas mil pessoas e estamos chegando a isso para caminharmos contra estes absurdos”, destaca.

Teixeira aponta que estão envolvidos nos atos movimentos sindicais, movimentos sociais e as igrejas. Para ele a luta nas ruas uma reação aos posicionamentos do Governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e conclui. “A inclusão e a educação tem que ser para todos, não pode ser para poucos. Além disso, não pode ter corte em nenhuma área da educação”.

(Com informações da repórter Karine Alencar)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.