“Grito dos Excluídos” é para “reforçar a luta pela Democracia no nosso país”, aponta Kemp

“Grito dos Excluídos” é para “reforçar a luta pela Democracia no nosso país” aponta Kemp

O “Grito dos Excluídos” 2021 teve cerca de mil pessoas, de acordo com dados oficiais da Polícia Militar de Campo Grande e foi exaltado por líderes sindicais e políticos de Mato Grosso do Sul, como o deputado estadual, Pedro Kemp (PT) e o presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores), Vilson Gregório. O trajeto da caminhada foi curto e percorreu apenas a rua 14 de Julho, saindo e voltando da Praça Ary Coelho.

Kemp destacou os 27 anos que acontecem o “Grito dos Excluídos” todo dia 7 de setembro. “E é um Grito para justamente para denunciar a desigualdade social, a pobreza, a miséria, o sofrimento de muitos brasileiros e brasileiras que não tem o seu direito de Cidadania, realizados, garantidos”, destacou e refletiu em seguida:

“Este ano o ‘Grito dos Excluídos’ tem outra motivação também, além de lutar contra o desemprego, o aumento da inflação, o aumento dos preços dos combustíveis e dos alimentos: reforçar a luta pela Democracia no nosso país”.

Defesa da Democracia

O parlamentar aponta que este é um momento onde há muitos ataques às instituições, ao Supremo Tribunal Federal (STF) e ao Congresso Nacional, ‘estamos aqui para defender a Democracia’.

“Nós queremos que o Brasil se una em torno deste objetivo. Cada um tem suas posições políticas, mas a gente tem que decidir de forma pacífica, ordeira, por meio do voto e escolher o futuro que a gente quer para nossa nação”, pontuou.

Para o deputado, a expectativa do evento foi atingida. “Foi muito exitoso (sucesso). Tivemos uma grande participação dos militantes, dos sindicatos, de movimentos que lutam pela Reforma Agrária e trabalhadores da cidade. Então, foi uma representatividade muito grande e graças a Deus sem nenhum incidente”, finalizou.

recado

Para o presidente da CUT-MS (Vilson Gregório) o “Grito dos Excluídos” foi um ato belíssimo e pacífico. “Vieram todos que convocamos demonstrando o desgoverno que está o Brasil e sua indignação. Estão todos de parabéns. Tiveram provocações, mas ninguém reagiu. Diferente do ato da manhã, ninguém pagou para vir. Deixamos o recado: ‘Chega! Bolsonaro não tem mais condições de ficar e está ameaçando a Democracia do país’”, avaliou.

Para Vilson Gregório é preciso continuar e resistir. “Este Governo brinca com a vida e as quase 600 mil mortes mostram isso”, destacou. Ele parabenizou a todos pelo evento e correspondeu a expectativa.

(Com informações do repórteres Itamar Buzzata e Karine Alencar/fotos Cayo Cruz)

MAS SE QUER MAIS NOTÍCIAS, CLIQUE AQUI!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

1 thought on ““Grito dos Excluídos” é para “reforçar a luta pela Democracia no nosso país”, aponta Kemp”

  1. Uma luta que nunca devemos esquecer! Nada é mais importante que nossa liberdade! Parabéns pelas reportagens ” grito dos excluídos”. Um momento de reflexão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.