Bolsonaro discursa contra o STF e diz que ‘fala em nome do povo’

Discurso

Durante o seu primeiro discurso nos atos de 7 de setembro , o presidente Jair Bolsonaro se auto-intitulou “porta-voz do povo brasileiro” e afirmou que uma ou duas pessoas devem “entrar nos eixos”, caso contrário seriam “ignoradas da vida pública”.

“Nosso país não pode continuar refém de uma ou duas pessoas, não interessa onde elas estejam. Essas uma ou duas pessoas ou entram nos eixos ou serão simplesmente ignoradas da vida pública. Vou continuar jogando dentro das quatro linhas. Mas a partir de agora não admito que outras pessoas, uma ou duas, joguem fora das quatro linhas. (…) A regra do jogo é uma só, respeito à nossa Constituição”, completou Bolsonaro.

Ele não citou nomes, mas na semana passada disse que os eventos desta terça poderiam servir para “enquadrar” dois ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) . Em outras ocasiões, ele já  atacou publicamente os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso , que também é presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

“Hoje é o dia do povo brasileiro que vai nos dar um norte. Vai nos dizer para onde o Brasil deve ir. Eu apenas hoje quero ser o porta-voz de vocês. E dizer que o que falarmos a partir de agora estou falando em nome de vocês povo brasileiro” completou. Acesse também: Agentes de trânsito fecham ruas de acesso às manifestações

(Com informações da Agência O Globo)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *