Secretário Nacional dos Direitos da Criança busca reforço para zerar filas de adoção no país

Reprodução
Reprodução

Durante evento para apresentação dos programas do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos em Campo Grande, na manhã desta quarta-feira (24), o secretário Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, Maurício Cunha, destacou a importância de zerar a fila de adoção em todo o país.

“São mais de 30 mil crianças e adolescentes em situação de acolhimento, toda criança deve conviver em família, elas se desenvolvem muito melhor em família. Uma pequena parcela dessas crianças vivem em acolhimento familiar, mas a grande maioria passa a viver em instituições até que sejam adotadas ou atinjam a maior idade”, comentou.

Ainda segundo ele, o Brasil tem condições de zerar a fila da adoção, mas muitos que aguardam por este momento são crianças com alguma deficiência, soro positivo, negros ou adolescentes. “Queremos que zere essa fila no Brasil, vamos realizar campanhas nacionais, estaduais e municipais para zerar essa fila, vamos sonhar junto com essa realidade, esse é o momento onde líderes religiosos devem reforçar essas campanhas para nos ajudar, pois todos tem condições de ter um lar”, reforçou Maurício.

A titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves também reforçou a importância das oportunidades para aqueles que vivem em abrigos e saem dali precisando de uma oportunidade de vida. “Muitos ali saem apenas quando atingem a maior idade e saem chorando, sem um norte, ou ter pra onde ir e são para essas situações que devemos nos atentar, em dar oportunidades a essa pessoa”, afirmou.

Acompanhe mais detalhes em nossa live nas redes sociais

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *