Resgatada em incêndio, onça Joujou já está reintegrada

Foto: Divulgação/Vanessa Morais
Foto: Divulgação/Vanessa Morais

Por Camila Farias – Jornal O Estado MS

A onça-pintada macho Joujou, que foi resgatada no Pantanal em meio aos incêndios que atingiram o bioma em 2020, está devidamente recuperada e segundo o IHP (Instituto Homem Pantaneiro) já está reintegrada à natureza e pode seguir sem o colar com sinal de GPS que utilizou durante cerca de um ano e cinco meses para rastreamento e monitoramento.

O animal foi resgatado na Serra do Amolar com pneumonia causada pela fumaça e com queimaduras de segundo grau nas patas. A onça foi tratada e reabilitada no Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), em Campo Grande, onde passou por tratamento. Como estava em condições de voltar à natureza, foi realizada a soltura em 23 de janeiro de 2021, em uma operação que contou com apoio de IHP, Onçafari, Gretap, Imasul, ICMBio, CRMV-MS e Força Aérea Nacional.

Durante o período de monitoramento, Joujou caminhou 15 km por dia. No entanto, a média diária foi de 5 km. Nesse período, a onça se alimentou principalmente de jacarés e capivaras. Atualmente vive e viaja na área de 102 km2 da Serra do Amolar. Segundo o IHP (Instituto Homem Pantaneiro), que acompanha de perto os passos da onça, tudo saiu como previsto e o fim do monitoramento mostra que o animal se recuperou e o período de adaptação foi vencido.

A estimativa é de que o felino tenha, hoje, entre 4 e 5 anos. O coordenador do programa Felinos Pantaneiros explicou que os dados colhidos mostraram que o animal tem os hábitos de um felino da idade dele e que as áreas ocupadas registradas foram as RPPNs Acurizal, Penha, Rumo ao Oeste e o Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense (Parna). “O monitoramento chegou ao fim, mas temos certeza de que ele não só se recuperou como está integrado à natureza”, destacou o coordenador. (Com assessoria)

Leia a edição impressa do Jornal O Estado MS clicando AQUI

Acesse também as redes sociais do Estado Online no Facebook e Instagram.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.