TSE adia pauta com Big Thecs

TSE
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Foi adiado o julgamento do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) com grandes empresas internacionais que podem vir a liberar dados pessoais de suspeitos com a intenção de evitar ataques cibernéticos principalmente durante as eleições.

A ação que opõe diretamente as grandes plataformas digitais conhecidas como Big Thecs tais como Facebook, Google e Yahoo às autoridades brasileiras foi adiada nesta quinta-feira (12).

O tema é delicado e poderá influenciar nas próximas eleições já que o TSE deverá decidir se estas grandes empresas digitais chamadas de Big Techs devem oferecer seus serviços no Brasil entregando os dados que existem em suas empresas internacionais dos clientes possivelmente investigados pela Justiça Brasileira.

O plenário do STF (Supremo Tribunal Federal), é quem analisará a ação, que não aconteceu devido ações pendentes que estão em julgamento e necessitam aguardam os julgamentos.

A decisão implicaria diretamente nas eleições de 2022 já que a privacidade dos dados de usuários desta plataformas estariam à disposição da Justiça em caso de ameaças, propagandas ilegais e até fake news contra candidatos com a finalidade de combater os impactos negativos provocados pela disseminação de notícias falsas, uma das iniciativas do Tribunal Superior Eleitoral. Acesse também: Bebê recém-nascida espera por família para adoção em hospital de Campo Grande

Acesse também as redes sociais do Estado Online no Facebook e Instagram.

 

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.