Dia das mães para quem não tem mãe!

Foto: José Cruz/Agência Brasil
Foto: José Cruz/Agência Brasil

” O dia das mães  está chegando!”

A data é comemorada pelo comércio.  É também muito esperada por cada  mãe .

Mas você já parou para pensar, naqueles que hoje não tem mãe?  Ou pior, tiveram suas mães arrancadas de suas vidas!

A maioria de nós temos alguém que seja para nós uma mãe. Seja nossa mãe de fato ou  aquele “pãe” (pai que também é mãe), tem ainda aquela vizinha que faz bolo e manda para você no pote de doriana, porque ela sabe que você não terá tempo de lavar e devolver.

O fato é que todos nós temos uma “mãe!” E alguns até mais que uma!

Por outro,  nos deparamos com  aqueles que perderam suas mães para a COVID 19 , para o uso de drogas e até para o femicídio.

Algo que é especialmente comum no em  Mato Grosso do Sul, um dos estados brasileiros com os mais altos índices de feminicídios no Brasil https://www.naosecale.ms.gov.br/.

Mais de 80% das mulheres assassinadas nos municípios de  Mato Grosso do Sul são mães, e esse é o drama de famílias marcadas pela violência doméstica.

Normalmente essas  crianças e até alguns  adultos já  conviviam  a bastante tempo com cenas de agressões dentro de casa  e acabam por fim perdem suas mãe para o feminicídio .

Estes passam também a ser vítimas de fato, da ausência materna.

Algo difícil de superar, especialmente quando âncora da vida desses filhos foi a vítima fatal.

Mas como mudar a cultura da violência contra as mulheres, algo tão enraizado no pensamento masculino?

Políticas públicas são importantes, porém somente elas não tem o condão de resolver este problema.

É necessário envolvimento da sociedade como um todo para que a cada ano, mais filhos tenham suas mãe para abraçar no próximo domingo!

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.