Unimed CG recebe certificado ao reduzir toneladas de emissão de gases de efeito estufa

Foto: Reprodução/Assessoria
Foto: Reprodução/Assessoria

Mais de 630 toneladas de CO2 de gases de efeito estufa deixaram de ser emitidos, o que equivale ao plantio de 4.438 árvores e um total de 30 anos de reflorestamento. Este foi o resultado obtido pela Unimed Campo Grande, que recebeu o Certificado de Energia Renovável 2022 ao aderir energia proveniente de fontes renováveis. O reconhecimento ganha ainda mais força no próximo domingo (5), data que comemora-se o Dia Mundial do Meio Ambiente.

Gerente Administrativo Hospitalar, Ricardo da Silva Gouvêa explica que “o certificado veio em função de um projeto que nós, Unimed CG, implantamos na cooperativa em 2021, que foi a migração do Mercado Cativo para o Mercado Livre de Energia. Quando migramos pudemos optar por fontes geradoras que utilizam energias renováveis (eólica, hidrelétrica, fotovoltaica ou biomassa)”.

“Aderimos ao sistema e, após um ano, a Sinerconsult, em parceria com a Comerc, emitiu um certificado do quanto contribuímos com o meio ambiente, evitando adquirir energia de fontes poluidoras que poderiam ter lançado na atmosfera toneladas de CO2. Sem dúvidas a Unimed CG preocupa-se com o futuro, com o meio ambiente, a preservação e a sustentabilidade do planeta. O certificado veio para chancelar isso”, acrescenta o gerente.

O diretor Superintendente da Unimed CG, Dr. Maurício Simões Corrêa, completa dizendo que a implantação do Mercado Livre de Energia na cooperativa foi muito assertiva e feliz. “Essa migração foi pensada e mapeada desde 2020, ainda mais frente à situação que nosso país enfrenta, de pandemia, crise hídrica e ajuste tarifário. Além disso, essa modalidade reforça ainda o nosso compromisso com a responsabilidade social, já que a energia vem de fontes limpas”.

O que é o Mercado Livre de Energia? 

É um ambiente de negociação de energia elétrica em que os participantes podem negociar livremente todas as condições comerciais como fornecedor, preço, quantidade de energia contratada, período de suprimento, pagamento, entre outras.

Com informações da assessoria

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.