Empresa desliga os radares de MS por atraso de pagamento

A Perkons desligou ontem (15) 144 equipamentos redutores de velocidade instalados em Mato Grosso do Sul por conta de dívida do governo do Estado. Em Campo Grande, 12 aparelhos foram desligados, mas somente no Parque dos Poderes. O valor do débito chegou a R$ 10,4 milhões.

A empresa informou no mês de julho que desativaria os radares por conta do débito acumulado desde outubro de 2018 pelo Detran-MS (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul). Sem receber, suspendeu os serviços prestados no dia 25 de julho. No dia seguinte, a Perkons recebeu R$ 1,4 milhão do Detran e concedeu um prazo de dez dias para a quitação do débito. Com o acordo, os aparelhos foram reativados.

“O prazo expirou e a Perkons novamente buscou se reunir e dialogar com o Detran, junto à Secretaria de Estado da Fazenda no dia 6/8/2019, onde foi solicitada prorrogação de prazo até 9/8/2019 para a apresentação do cronograma de pagamento da dívida. Entretanto, mais uma vez não houve manifestação ou providência de ambos e, por esse motivo, não há possibilidade de permanência dos serviços prestados pela Perkons”, informou a empresa. A a dívida atual é de R$ 10,4 milhões.

Além de Campo Grande, os equipamentos foram desligados em Dourados (34), Três Lagoas (12), Ponta Porã (28), Nova Andradina (6) e Maracaju (8).

A reportagem entrou em contato com o Detran, mas não obteve resposta até o fechamento desta edição. (Thais Cintra e Raiane Carneiro)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.