Idoso preso por estupro de vulnerável tenta enganar a polícia em Campo Grande

idoso
Foto: Depac

Idoso de 63 anos foi preso na tarde de terça-feira (6), pela Polícia Civil, por intermédio do DRACCO (Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado). Ele estava com mandado de prisão em aberto, tentou mentir o nome para evitar ser preso e agora irá responder também por uso de documento falso.

De acordo com as informações levantadas, policiais do DRACCO localizaram o acusado no Jardim Seminário em Campo Grande. No momento da abordagem, o indivíduo tentou desviar da viatura policial e ao ser questionado sobre o motivo, apresentou-se com nome falso e entregou à equipe um documento de identidade do Maranhão.

Em seguida, as autoridades entraram em contato com a Polícia Civil de Maranhão, que confirmou a falsidade do documento apresentado. O autor sequer constava nos registros daquele estado.

Indagado ainda sobre sua verdadeira identidade, acabou confessando seu verdadeiro nome e disse que tinha “pendências com a justiça”, sendo constatado através de consultas criminais que o abordado possuía mandado de prisão em aberto em seu desfavor pelo crime de estupro de vulnerável, com sentença definitiva a mais de 9 anos de prisão, estando foragido desde 2021.

Diante disso, além do cumprimento do mandado de prisão, o preso foi autuado também em flagrante pelo crime de uso do documento falso (art. 304 do CP).

Acesse as redes sociais do O Estado Online no Facebook Instagram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *