Fronteira sangrenta: Ponta Porã registra quatro execuções no mesmo dia

Foto: Arquivo/Imagem ilustrativa
Foto: Arquivo/Imagem ilustrativa

O final de semana na fronteira foi bastante sangrento com quatro pessoas mortas e uma ferida nesse domingo (19) em Ponta Porã – distante 329 quilômetros de Campo Grande.

A primeira morte foi de Ederson Benites Cano, de 28 anos. O homem foi morto pela manhã depois de ser perseguido quando chegava em casa, na região conhecida como “favelinha”, na região ferroviária.

Conforme apurado pelas equipes da Polícia Militar e Polícia Civil, Ederson seguia rumo de casa, quando foi abordado por um indivíduo que se aproximou atirando. Como não foi atingido, a vítima correu, mas foi seguido pelo criminoso que, ao se aproximar, voltou a atirar. Ao ser atingido, Ederson chegou correr, mas caiu na porta de uma residência.

Policiais apuraram no local do crime que não seria a primeira vez que vítima e autor se desentendiam. A esposa relatou desconhecer o motivo da rixa.

No período da tarde, Aldenir Alves, 49, e Joaquim Antônio da Silva, 55, foram mortos e e um homem de 54 anos ficou ferido a tiros em uma conveniência no Jardim Marambaia em Ponta Porã.

As polícias Civil e Militar realizaram levantamentos no local do crime. Os corpos foram recolhidos ao Instituto Médico Legal e o homem ferido encaminhado ao hospital. Apesar de busca em toda a cidade, o autor do crime ainda não foi localizado.

No início da noite, Orlando do Sul Batista da Silva, de 53 anos, foi morto enquanto cortava a grama de sua residência em Ponta Porã. A vítima foi assassinada com vários tiros na cabeça.

Um homem contou para a polícia que Orlando cortava a grama da parte externa da casa quando um desconhecido chegou de moto, parou do outro lado da rua e se aproximou da vítima e, com arma em punho, disparou por pelo menos seis vezes. Depois de disparar contra a vítima, o pistoleiro voltou para a moto e fugiu.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.