DOF comemora 34 anos de criação nesta sexta-feira com recordes de apreensões

Maconha-apreendida-DOF-730x425

Histórico

Criado no dia 28 de maio de 1987, o GOF (Grupo de Operações de Fronteira), com efetivo de 16 policiais, sendo oito policiais militares e oito policiais civis, todos subordinados, na época, à antiga Secretaria de Segurança Pública, com a missão de realizar o policiamento na região da Grande Dourados, no combate aos crimes de narcotráfico, furto e roubo de veículos, de cargas, em propriedades rurais, golpe do seguro e outros crimes específicos na região. O DOF teve como primeiro Diretor o Coronel PM José Humberto da Silva Vilarins, no período de 28/05/1987 a 07/03/1989.

No início, o GOF estava sediado na capital do Estado, porém, devido à distância da sua área de atuação, no ano de 1989, a sede do Grupo foi transferida para um imóvel alugado na cidade de Dourados com a missão de realizar o policiamento ostensivo itinerante na faixa de fronteira do Brasil com o Paraguai.

Por conta dos bons resultados apresentados desde a sua criação à comunidade da região, por intermédio da Sociedade dos Amigos da Liberdade, Vigilância e Esperança (Salve), construiu, no ano de 1994, um prédio de 1.100 m², e o cedeu ao Estado, em regime de comodato, para abrigar a Unidade Policial.

No dia 15 de janeiro de 1996, com a reestruturação da SEJUSP (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), por força do Decreto Estadual nº. 8.431, o Grupo de Operações de Fronteira (GOF) passou a denominar-se DOF (Departamento de Operações de Fronteira). Em 21 de maio de 1999, por força da Resolução nº. 228, o DOF passou a policiar a fronteira com a Bolívia.

No dia 28 de dezembro de 2006 foi criada a Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) integrada ao Departamento de Operações de Fronteira, por meio do Decreto nº. 12.218.

Atualmente o DOF atua em 53 municípios do Estado, com a presença mais efetiva nos 730,8 quilômetros de fronteira seca, nos 1.514 quilômetros de fronteira com o Paraguai e com a Bolívia abrangendo, inclusive, uma extensa área rural. Em caso de necessidade, e por determinação do Sr. Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, o DOF atua em outros municípios do Estado. Seu atual Diretor é o Coronel PM Wagner Ferreira da Silva

Apreensões Recordes

O DOF fez a maior apreensão de maconha da história do Brasil. No dia 26 de agosto de 2020 foram apreendidas 33,3 toneladas do entorpecente. Em 34 anos de história o Departamento tem resultados impressionantes. Foram apreendidas 1.006 toneladas de drogas; 95 milhões de maços de cigarros; 1.157 armas de fogo apreendidas; e, 1.998 veículos recuperados.

Somente no ano de 2021 o DOF já apreendeu mais 115 toneladas de drogas, um volume 162% quando comparado o mesmo período de 2020, quando se registrou o maior volume de drogas já apreendido em um único ano na história do DOF.

Palavras do Diretor do DOF

“Nesses 34 anos de existência o DOF desenvolveu seus recursos materiais, agregando tecnologia, aperfeiçoando e sistematizando seus processos internos, mas ainda é o homem-policial seu maior patrimônio. O legado vocacional dos policiais de ontem nos inspira e nos imprime, hoje, a necessidade de continuarmos comprometidos com a nossa gente da Fronteira.

É um grande orgulho poder comemorar mais um ano do Departamento de Operações de Fronteira produzindo seus melhores resultados histórico, em prol não somente a sociedade sul-mato-grossense, mas a toda sociedade brasileira, pois entendemos que proteger nossas fronteiras é defender o país.”

O DOF mantém um canal aberto direto com o cidadão para tirar dúvidas, receber reclamações e denúncias anônimas, através do telefone 0800 647-6300. Não precisa se identificar e, a ligação, será mantida em absoluto sigilo. O serviço funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.