Arraia de 300Kg se torna o maior peixe de água doce

Arraia
foto: Chhut Chheana/Wonder of Mekong/ Handout via REUTERS

Com 300KG e medindo quase quatro metros, uma arraia foi capturada por um pescador no Camboja. O animal é o maior peixe de água doce já capturado. Cientistas do país do Sudeste Asiático e dos EUA fizeram o anúncio nesta segunda-feira (20). A pescaria, por sua vez, ocorreu no dia 13.

Após a captura, o animal foi solto novamente nas águas do rio Mekong, província de Stung Treng. Entretanto, antes disso, a equipe de cientistas colocou um dispositivo para monitoras seus movimentos. O dispositivo foi colocado perto da calda da arraia e vai ajudar a rastrear o peixe. Antes de ser solta, foi constatado que o animal estava saudável.

O pescador que pegou a arraia recebeu uma recompensa de US$ 600 (cerca de R$ 3,1 mil, equivalente a três salários mínimos mensais no Camboja).

Os moradores apelidaram a arraia de “Boramy”, ou “lua cheia”, por causa de seu formato redondo e porque a lua estava no horizonte quando ela foi novamente solta, no dia 14.

O recorde de maior peixe de água doce pertencia a um Bagre gigante de 293 quilos. Curiosamente o peixe também foi encontrado no mesmo rio no Camboja. A localização é o lar de várias espécies de peixes gigantes de água doce, mas as pressões ambientais sobre o rio vêm aumentando – os cientistas temem, em especial, que um grande programa de construção de barragens nos últimos anos possa estar prejudicando seriamente as áreas de desova.

A arraia

As arraias são peixes cartilaginosos, ou seja, possuem um esqueleto constituído por cartilagem, assim como os tubarões, e existem espécies marinhas e espécies de água-doce. As arraias de água doce pertencem a família Potamotrygonidae, e apresentam o corpo achatado em formato de disco, onde as nadadeiras peitorais, bem desenvolvidas e projetadas para as laterais, constituem a maior parte do corpo

Não é incomum vermos acidentes com arraias em regiões ribeirinhas. Mesmo se tratando de um peixe pacífico, o animal costuma ficar camuflados na areia de águas rasas, portanto algumas pessoas podem acabar pisando sobre ele. O peixe tem um ferrão com veneno que utiliza para sua defesa. Apesar dos acidentes com arraias serem comuns, ainda não existe antídoto e nem tratamento específico para a ferroada, principalmente pela complexidade do veneno que muda de composição mesmo dentro de uma mesma espécie.

 

Acesse as redes sociais do O Estado Online no Facebook Instagram.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.