Primeiro milagre que levou a beatificação foi registrado na Capital e completa oito anos hoje

MILAGRE CARLO
Valentin Manieri

O dia 12 de outubro, celebrado o Dia de Nossa Senhora Aparecida, marcou a vida de Matheus Lins Vianna, que hoje está com 11 anos. Em 2013, o menino, que na época estava com três anos e realizava tratamento por conta de uma doença rara no pâncreas que o impedia de se alimentar, foi curado após tocar em um pedaço da roupa de Carlo Acutis.

“Desde 2011 que eu sou próximo da família de Carlo, foi da mãe dele que eu recebi essa relíquia. Todo dia 12 de outubro [dia da morte de Carlo] eu dava a benção com a relíquia e, em 2013, a família de Matheus o levou para receber a benção. Na hora que ele chegou perto da relíquia, ele disse: ‘parar de vomitar’ e a partir daí foi curado”, contou o padre Marcelo Tenório.

A mãe de Matheus, Luciana Lins Vianna, lembra como se fosse ontem de como foi o dia do milagre. Ela ficou sabendo que o padre traria da Itália uma relíquia de Carlo e, em busca da cura do filho, resolveu levar o menino até a Capela Nossa Senhora Aparecida. “O padre explicou sobre a relíquia que quem tivesse precisando de milagre pedisse ao Carlo. Mateus começou a perguntar o que era um milagre e expliquei na linguagem dele. Quando chegamos perto da relíquia, Mateus esticou o braço e falou bem alto: ‘parar de vomitar’. Depois disso, ele mesmo falou que estava curado.”

Antes mesmo de sair da igreja, Matheus, que só ingeria alimentos líquidos, pediu para que a mãe fizesse a comida mais gostosa para ele. Ela então fez arroz, feijão, bife e batata frita e o menino comeu e ainda repetiu o alimento. “Ele comeu um prato de adulto, não passou mal e foi a confirmação do milagre”, disse.

Após exames, foi confirmado que Matheus estava curado. Hoje, de acordo com Luciana, ele está bem, come de tudo e a vida dele passou a ser como de uma criança normal. Foi esse milagre que levou a beatificação de Carlo Acutis no dia 10 de outubro de 2020, na Basílica de São Francisco, em Assis, na Itália.

“A partir daí mandamos o material para o Vaticano e a comissão médica escolheu justamente esse acontecimento para averiguar. O Vaticano mandou que abrisse um tribunal que analisou o caso, devolveu para o Vaticano e a comissão médica aceitou como um possível milagre, depois o último passo foi o Papa aceitar a decisão da comissão médica”, ressaltou padre Marcelo.

Passados oito anos do milagre realizado na vida de Matheus, a Capela Nossa Senhora Aparecida ficou conhecida nacionalmente por conta do caso e por guardar relíquias do Beato Carlo, como pedaços do cabelo e tecidos de roupas. Desde que foram registradas preces atendidas, o local recebe fiéis de todas as partes do País. “Só tem aumentado o número de fiéis em Campo Grande, mas a fama do Carlo já se espalhou no Brasil todo”, assegurou o padre.

Segundo Tenório, outros quatro possíveis milagres realizados pelo Beato estão sendo analisados, sendo dois em Campo Grande, um em São Paulo e outro em Minas Gerais. Os casos estão sob sigilo, mas em um deles uma pessoa estava em uma fila de transplante de coração e recebeu a cura sem precisar da cirurgia.

Em outro, ainda de acordo com o padre, um rapaz tinha um câncer e precisaria amputar o braço, já que o tumor estava enraizado, mas depois de rezar ao Beato foi curado. “Estamos coletando a documentação e vamos enviar para o Vaticano”, reforçou Tenório.

O Vaticano precisa reconhecer um segundo milagre, além da cura de Matheus, que tenha acontecido após a beatificação para que Carlo seja canonizado. “Aguardo ansiosamente para isso e alguma coisa me diz que será breve”, finalizou.

História

Carlo Acutis, nasceu em Londres (na Inglaterra), no dia 3 de maio de 1991, mas cresceu em Milão na Itália e veio a falecer no dia 12 de outubro de 2006, com 15 anos. O jovem, que sempre se interessou por tecnologia, a utilizou para reunir e catalogar milagres. O padre Marcelo Tenório revela que os atos santos de Carlo, só foram percebidos após a sua morte. O velório estava cercado de pessoas que ele ajudou. O Beato desde novo tinha o costume de orar pelas almas do purgatório e pelo bem de seus amigos e de famílias que sofriam.

Carlo foi beatificado no dia 10 de outubro, na Itália. O próximo passo é a canonização, que o tornará santo da Igreja Católica.

Programação em alusão ao Beato

A igreja do milagre, Capela Nossa Senhora Aparecida, fará uma cerimônia especial nesta terça-feira (12), dia de Nossa Senhora Aparecida em alusão ao Beato Carlo Acutis. No horário da morte de Carlo, às 6h30, haverá uma novena com a benção da relíquia na igreja do milagre que fica na rua Ismael Silva, 10, no bairro Vila Margarida. Já na Paróquia São Sebastião será realizada a missa de ação de graças por um ano da beatificação, às 11h. O endereço é rua Minas Gerais, 549, no bairro Monte Carlo. (Mariana Ostemberg)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *