Autoridades anunciam estradas do Pantanal da Nhecolândia ao Paiaguás e escola “Embrapinha”

(Foto: Instagram/Paulo Corrêa)
(Foto: Instagram/Paulo Corrêa)

A estrada com 130 km que vai ligar o bioma pantanal da Nhecolândia ao Paiaguás, ganhou seu anúncio público ontem (28), durante o Leilão Novo Horizonte, a obra segue em direção a Porto Rolon, em Corumbá. Segundo a publicação no Instagram do presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa, a obra impacta diretamente a vida de quem mora e produz na região. 

Só na nova estrada serão investidos R$ 30 milhões. Dos 130 km previstos, 45 km sairão até 2022.

A visita na Fazenda Firme, contou com a presença do proprietário do Jornal O Estado de Mato Grosso do Sul, Jaime Valler, do secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel, o titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck, Paulo Corrêa, o Presidente da Famasul, Marcelo Bertoni, Luciano Leite, presidente do Sindicato Rural de Corumbá, Roberto Mota, Thiago Faé, Felipe Gianetti, Carlão, Carlinhos, Frederico e Elvia Guaritá, proprietários do Leilão Novo Horizonte.

Ainda segundo a publicação, as autoridades debateram a construção de uma nova escola do Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), a Embrapinha, em área doada para a família do Dr. Eduardo Bitencourt, proprietário da Fazenda Firme.

Estrada e escola

Durante reunião na Assembleia Legislativa de MS, no último dia 10 de Novembro, o presidente Paulo Corrêa anunciou a parceria público privada que vai levar 130 km de estradas para ligar o bioma Pantanal da Nhecolândia ao Paiaguás, saindo da Fazenda Novo Horizonte, de propriedade de Carlos Guaritá, em direção a Porto Rolon, em Corumbá.

Foto: Reprodução Instagram Jaime Verruck

Além da construção de uma escola na antiga Embrapinha, ao lado da fazenda Novo Horizonte. A instituição também será sede do Senar e a Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) no contraturno tem o projeto de aplicar cursos inerentes à produção rural. A área doada para o novo centro de aprendizagem foi feita pela família do dr. Eduardo Bitencourt, proprietário da Fazenda Firme. 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.