Duas motociclistas morrem e gestante fica paraplégica em acidente durante feriado

motociclistas

Duas motociclistas morreram durante o feriado prolongado em Campo Grande. O número de óbitos no trânsito da Capital chegou a 30 apenas no primeiro semestre do ano, o que assusta moradores devido à imprudência nas ruas.

O primeiro caso ocorreu na tarde da última quinta-feira (17). Uma jovem de 24 anos identificada como Joyce da Silva Victor, 24 anos, morreu após ser atropelada por um caminhão. Na garupa estava uma gestante, que foi levada ao hospital em estado grave. O acidente fatal ocorreu na rua Eva Perón, no Jardim Monte Alegre, região do Aero Rancho.

A condutora da motocicleta seguia para a sua da divisão, foi quando se chocou com a traseira de um Fiat Punto, momento em que perdeu o controle da direção da moto Honda Biz e acabou caindo no solo. No sentido contrário vinha um caminhão carregado de material de construção, que acabou passando em cima das vítimas.

A condutora do veículo morreu no local, antes mesmo dos primeiros atendimentos, já a gestante recebeu os atendimentos e foi levada pela Ursa (Unidade de Resgate e Serviço Avançado). Segundo informações da Santa Casa de Campo Grande, a gestante ficou tetraplégica, o bebê está bem.

O segundo caso ocorreu neste sábado. A motociclista Wildislaine Andrade Galvão perdeu a vida após ter a moto que conduzia atingida por um carro modelo Gol Avenida Thyrson de Almeira (prolongamento da Ernesto Geisel), no bairro Guanadi. Após se chocar com a motocicleta, o motorista do carro fugiu do local, sem prestar socorro.

De acordo com boletim policial, existe um radar a 100 metros do local do acidente, que poderá ajudar nas investigações e encontrar o fugitivo.

A maioria das mortes em Campo Grande neste ano envolveram motociclistas.

Sesau emite uma nota de pesar em relação ao acidente de Wildislaine. 

motociclistas

“A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) manifesta o mais profundo pesar pelo falecimento de Wildislaine Galvão ocorrido neste sábado (18) em razão de um trágico acidente de trânsito.

Wildislaine era funcionária da empresa terceirizada Produserv e prestava serviço na USF Oliveira.

Ela era considera pelos colegas uma pessoa muito comprometida e querida por todos.

Neste momento de dor, a Sesau, em nome da equipe da USF Oliveira, se solidariza com os familiares, amigos e entes queridos por esta triste perda.”

 

Acesse as redes sociais do O Estado Online no Facebook Instagram.

 

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.