Corpos de vítimas de naufrágio no Pantanal chegam em Rio Verde de Goiás

Naufrágio
Divulgação/Diário Corumbaense

Neste domingo (17), chegaram em Rio Verde – no estado de Goiás, os corpos das vítimas do temporal que resultou no naufrágio da ambarcação onde estavam 21 pessoas no Pantanal de Corumbá. Do número total de tripulantes, sete desapareceram nas águas do rio Paraguai.

As quatro vítimas, que eram do estado vizinho, foram transportadas por aeronave da FAB (Força Aérea Brasileira), para o velório e sepultamento. Eles faziam parte da Associação “Amigos do Rio”.

Segundo o Diário Corumbaense, os irmãos Geraldo Alves de Souza, 78 anos, e Olímpio Alves de Souza, 71, e o pai, Fernando Gomes de Oliveira, 49 anos e o filho dele, Thiago Souza Gomes, 18 anos, estavam no barco de recreio e lazer Carcará, no rio Paraguai, e retornavam para a cidade quando foram surpreendidos pela tempestade.

O Corpo de Bombeiros e a Marinha fazem buscas pelo último desaparecido, Fernando Rodrigues Leão, 44 anos, também veio pescar com o grupo. A suspeita é de que ele esteja preso em um dos camarotes da embarcação.

Também morreram Vitor Celestino Francelino, 64 anos, comandante da embarcação por cerca de 20 anos, e Mauro Rodrigues Canavarro, 49 anos, auxiliar de convés. Os dois moravam em Corumbá.

O barco de esporte e recreio naufragou a cerca de 5 quilômetros da área urbana de Corumbá, com a chuva e ventos de até 64 km/h na tarde de sexta-feira (15). E, 21 pessoas estavam no barco, quatorze foram resgatadas pouco depois do acidente e os seis corpos foram encontrados entre sexta e sábado (16).

O barco naufragou, ficando de ponta cabeça, onde a profundidade, devido à seca do rio, é de aproximadamente 4 metros. Os sobreviventes conseguiram flutuar e se abrigaram no casco da embarcação até o socorro chegar.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.