Vereadores preparam projetos para o semestre

Na volta da Câmara aos trabalhos o projeto de lei que regulamenta o transporte remunerado privado individual de passageiros (conhecido como projeto do Uber, que causou polêmica e até brigas na Casa de Leis, sendo retirado para revisão de texto pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD), estará de volta à pauta de discussões. Outro projeto que também está previsto na agenda é o que dispõe sobre a revisão geral de vencimentos dos profissionais da educação.

O vereador Otávio Trad (PTB) tem como expectativa para o segundo semestre celeridade na votação dos projetos de lei, “em tramitação na Câmara, como a regulamentação do transporte privado individual de passageiros e criação do plano de cargos e carreiras da Guarda Municipal”.

Já seu colega, vereador Odilon Junior (PDT), apontando como produtivo o recesso, revela que aproveitou o período para organizar as atividades em seu gabinete e melhorar o atendimento. Sobre novos projetos ele comenta que “quer buscar algo que traga alívio social para as famílias de Campo Grande, em especial às famílias que são afligidas pelas questões das drogas”. Lembrou que essa discussão passa também pela questão de segurança pública.

Cumprindo promessa de fiscalização nas escolas, o vereador Valdir Gomes (PP), em uma visita à Escola Municipal Wilson Taveira, apresentou aos alunos o que é a atividade de um parlamentar. Gomes também fez visitas a Emeis e fez a entrega de um computador. Também acompanhou de perto como está sendo o processo dos professores convocados e os concursados que assumiram o cargo a partir deste semestre. E agora pretende trazer várias questões da educação para o plenário.

Chiquinho Telles (PSD), líder do prefeito, trabalhou em seus projetos sociais e também circulou pela Capital com o gabinete itinerante. Entre os trabalhos do vereador durante o recesso, um deles contemplou a região das Moreninhas, que será a primeira região a receber o programa desenvolvido pela Fiocruz com a bactéria Wolbachia. Sobre o trabalho nesse período ele destaca os gabinetes comunitários, “trabalhos que têm rendido históricas conquistas em favor da população campo- -grandense. Nossos gabinetes, na Câmara Municipal e o Comunitário nas Moreninhas, estiveram de portas abertas durante todo o período de recesso, atendendo lideranças e moradores dos bairros que nos procuraram em busca de apoio”, comentou Telles.

Para o segundo semestre, Telles pretende cobrar “de forma intensa” a instalação de um ecoponto nas Moreninhas. E também vai cobrar celeridade nas obras de reforma e ampliação do Hospital “Vó Honória Martins Pereira”, conhecido como Maternidade das Moreninhas.

O vereador Delegado Wellington (PSDB), por sua vez, fez um levantamento de atendimentos no recesso, num total de 44 visitados, e foram colhidas mais de 250 indicações de melhorias. “Além disso fui pessoalmente conversar com alguns secretários municipais e com o prefeito, fui à Semadur, Águas Guariroba, Agetran e acabei de sair da Sesau, onde conversei com o secretário, que garantiu que o raio X do Coronel Antonino já está funcionando, reivindicação feita por mim. Amanhã ainda teremos uma reunião no Jd. Mansour, onde levarei o prefeito para discutir a questão do asfalto e obras de esgotamento sanitário com a população da região”, informa o Delegado Wellington.

Os vereadores devem apresentar, no segundo semestre, um volume maior de proposições e terão pela frente projetos mais complexos como o do orçamento anual, que será encaminhado até outubro pelo prefeito Marquinhos Trad. Hoje, o presidente João Rocha (PSDB) deverá se reunir com os demais membros da Mesa para detalhar o encaminhamento das primeiras sessões, a partir de amanhã. (Laura Brasil)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.