Prefeitura promete concluir o Reviva no dia 29 de novembro

A conclusão do Reviva Campo Grande está prevista para o dia 29 de novembro. De acordo com a prefeitura, o ‘novo’ Centro deve ser inaugurado já com a decoração de Natal, atraindo mais público para as compras típicas de final de ano. A obra está antecipada, já que o contrato termina só em março de 2020. “A partir desse ano, o campo-grandense vai ter um local muito mais agradável para fazer suas compras de Natal e passear com a família”, afirmou a coordenadora do Programa Reviva Campo Grande, Catiana Sabadin.

Cerca de 85% dos serviços já foram concluídos e já dá para ver como vai ficar o espaço, segundo a Engepar, empreiteira responsável pela obra. A drenagem do sistema de abastecimento de água, esgotamento sanitário e vistoria técnica já foram finalizados. Telecomunicações, rede elétrica e rede de iluminação pública estão com 90% dos serviços executados. Outros serviços como segurança e TI, pavimentação da pista de rolamento e pavimentação das calçadas, ainda serão concluídos.

A retirada dos fios de energia elétrica também está prevista. O projeto frisa a infraestrutura, modernizando, expandindo e implementando novos serviços como a rede de gás natural. Essa etapa está prevista para acontecer no fim de setembro, seguida da execução do paisagismo, que contempla a via urbana com árvores que devem ter mais de cinco metros, estudadas minuciosamente para “conversar” com as características de cada quadra.

O plantio de 180 árvores ao longo da via vai proporcionar mais conforto térmico com o sombreamento, além de deixar o ambiente mais bonito, destacou a arquiteta Maria Teresa, responsável pelo paisagismo. A Rua 14 de Julho terá fibra óptica em toda a sua extensão, com wi-fi gratuito para a população. Além disso, serão instaladas câmeras de segurança em todas as quadras.

Outro destaque é a adoção das ilhas de descanso com bancos e proteção para o conforto de quem vai às compras. O Reviva vai resgatar a história da 14 através da identificação dos imóveis históricos como o Edifício Nação ou a Casa Glória, com placas com QR Code contendo informações sobre cada parte dessa história. Os bicicletários também serão reformados e terão o formato em (U) invertido, que possibilita “trancar” qualquer tipo de bicicleta, garantindo mais segurança aos ciclistas. Serão 72 paraciclos ao longo da via. (Thias Cintra com assessoria)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.