Mais de 67 moradias sociais foram entregues no Bom Retiro

Entre as 136 casas no loteamento Bom Retiro, 67 foram entregues contando com as 12 de ontem (28), pela Prefeitura Municipal de Campo Grande, em parceria com o governo do Estado. São unidades habitacionais de interesse social dignas finalizadas que fazem parte do reassentamento de famílias da antiga comunidade Cidade de Deus.

Este loteamento integra o Ação Casa Pronta, projeto elaborado pela Agência Municipal de Habitação (EMHA) para readequação e finalização e acompanhamento ostensivo neste primeiro canteiro de obras, que deverá chegar, posteriormente, ao Vespasiano Martins, José Teruel I e II e Jardim Canguru.

No dia em que completa 55 anos de idade, o prefeito Marquinhos Trad falou da alegria em celebrar a data com a concretização do sonho dessas famílias. “Escolhi celebrar esse dia com vocês, neste lugar onde há alegria e o dia de hoje é de festa para cada família aqui presente. Quero que nesses lares vocês encontrem paz, alegria, felicidade e sorrisos”.

Ao receber as chaves de sua residência, a dona de casa Sônia Clara Guppi Vaz, 53 anos, disse que está realizando o sonho de uma vida inteira. “Estamos realizando o sonho da gente, pelo qual esperamos por toda a vida e não víamos a hora de chegar nesse momento. Desde o início da construção a ansiedade era tanta que não cabia no peito, mas ao mesmo tempo era uma alegria tremenda porque estávamos vendo as coisas acontecendo de verdade, era real”.

Já a aposentada Margarida de Moura, 74 anos, disse que essas casas carregam uma energia especial, já que foram construídas por eles mesmos e, por isso, cada tijolo está preenchido com amor. “Estou feliz por prefeitura, que fez com que enxergássemos o nosso valor como cidadão. Não jogaram a gente dentro de uma casa, mas cuidaram do aspecto social, com a qualificação, com a atenção das equipes que acompanham cada passo aqui. Estou muito feliz! Mas muito feliz, mesmo!”.

Animado com uma nova vida a partir de agora, o borracheiro Ludson de Freitas, 43 anos, disse que vai entrar na casa hoje mesmo com sua esposa e os dois filhos. “Vamos nos mudar hoje. Estamos tão ansiosos e já temos tanto amor pela nossa casa que a minha filha fica brava com qualquer um que pise na varanda de sapatos com areia, para não sujar. É muito bom esse sentimento. Isso aqui é melhoria de vida, antes a gente dormia os quatro em uma cama de casal, agora cada um terá seu quartinho (as crianças e o casal).

Sobre o Projeto Ação Casa Própria

Neste programa, os próprios moradores constroem suas moradias e aprendem uma nova profissão. Desde meados de 2018, os integrantes do Programa de Capacitação Profissional (Proinc) passam pela capacitação em diversos segmentos da construção civil, promovida pela Fundação Social do Trabalho de Campo Grande (Funsat) a fim de estimular o desenvolvimento social e econômico da comunidade.

No canteiro-escola, os 110 participantes do programa Ação Casa Pronta, reconhecido nacionalmente como projeto inovador pela ODS Brasil (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da Agenda 2030, promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU), são orientados a construir adequadamente as moradias sociais, sob orientação de técnicos, arquitetos e engenheiros, para assegurar a qualidade das construções e a manutenção das boas práticas em cada unidade habitacional de interesse social.

Metade da meta

Agora em agosto de 2019, com a entrega de mais moradias à comunidade- as construções no Bom Retiro, os trabalhos já avançam para a segunda metade desta primeira etapa que contempla todo loteamento social. Por se tratar de uma capacitação profissional, as obras se desenvolvem conforme o aprendizado dos moradores que participam do Ação Casa Pronta.

“A entrega de mais unidades habitacionais confirma que estamos empenhados em oferecer a essas famílias uma solução definitiva para que conquistem, além de uma moradia digna, novas profissões. Os efeitos do Ação Casa Pronta não são apenas habitacionais, mas amplamente sociais e que têm impacto direto no desenvolvimento desta comunidade”, analisa Enéas Netto, diretor-presidente da Emha.

A solenidade desta quarta-feira contou com a presença do chefe de Gabinete do prefeito Marcos Trad, Alex Gonçalves; do diretor-presidente da Funsat, Cleiton Freitas Franco; do diretor-presidente da Funesp, Rodrigo Terra; do Secretário Especial do Governo Estadual, Carlos Alberto de Assis e da diretora-presidente da Agehab, Maria do Carmo Avesani Lopez. (Rafael Belo com assessoria)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.