Justiça autorizou PF investigar relação Odebrecht-Imprensa

Maurício Ferro, genro de Emílio Odebrecht e ex-executivo da empreiteira foi alvo da Polícia Federal em pedido à Justiça para acessar “documentos físicos” que indicassem relacionamento do empreiteiro com “jornalistas e veículos de imprensa”.

A operação, deflagrada na sexta (23), acabou não se concretizando porque, quando os mandados foram expedidos, o empresário já havia sido preso em outra operação.

Embora não tenha apresentado evidências, a PF justificou o pedido afirmando um suporto conselho recebido por Marcelo Odebrecht, ex-presidente da construtora, para que Ferro divulgasse a imprensa que a Suiça estaria repassando documentos aos investigadores da Lava Jato, que segundo a corporação demonstra indícios de tentativa de obstrução das investigações envolvendo a empresa e a imprensa.

Direito ao sigilo

A relação de qualquer pessoa com repórteres é protegida pelo sigilo da fonte, previsto na Constituição. Ainda assim, a juíza Gabriela Hardt, da 13ª Vara Federal de Curitiba, autorizou a medida. (Jean Celso com informações da Folha de S. Paulo)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.