Assembleia aprova reserva de vagas na UEMS; Projeto segue para sanção

O projeto de lei criado pelo presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, Paulo Corrêa (PSDB), que disponibiliza 10% das vagas para alunos na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), teve seu texto aprovado por unanimidade nesta terça-feira (23).

Após a votação, o líder da casa falou sobre a importância de formar profissionais capacitados para atuarem no Estado, e como eles podem contribuir para o futuro de Mato Grosso do Sul. “Está sendo gasto dinheiro bancado pelo Estado, com recolhimento de impostos por cidadãos de Mato Grosso do Sul, e é de suma importância, ter profissionais formados aqui”, destacou

O deputado também chamou a atenção para o grande número de acadêmicos, especialmente do curso de medicina, vindos de outros Estados, que retornam para suas cidades logo após formados, sem contribuírem na atenção à saúde do sul-mato-grossense.

A reserva das vagas se aplica nos casos de ingresso de acadêmicos por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU), do Processo Seletivo UEMS (PSU) e da Transferência Externa, e o candidato deverá comprovar residência estabelecida em Mato Grosso do Sul por, no mínimo, 10 (dez) anos ininterruptos, em qualquer dos municípios do Estado, em período imediatamente anterior à inscrição no processo seletivo.

Agora, o projeto que já teve sua aprovação por unanimidade em 1ª, 2ª votação e em redação final, segue para sanção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Veja também: PF prende quadrilha que mandava drogas para a Alemanha

(Texto: Karine Alencar com a Assessoria)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *