Ventos chegam a 73 km/h na Capital; Inmet alerta para tempestade em 40 cidades

chuva
Divulgação/PGMS

Mato Grosso do Sul amanheceu com acumulados de chuva entre 50 e 100 milímetros. Há ainda alerta do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul) para rajadas de ventos que podem variar entre 60 a 100 km/h com possibilidade de queda de granizo. A estabilidade de chuva está espalhada pelos municípios, mas quatro cidades registraram os maiores acumulados de chuva.

Segundo o Cemtec, Itaporã foi a cidade com o maior quantidade de chuva, com 61,8 milímetros e rajadas de vento de 73,4 km/h. Em Rio Brilhante, o volume de chuva foi de 39,4 milímetros com ventos de 60,48 km/h. Em Campo Grande, a choveu 28,4 milímetros e os ventos chegaram a 73,44 km/h, provocando a quedas de 46 árvores pela cidade. Em algumas cidades do interior, como Aral Moreira, as rajadas de vento chegaram a 80,28 km/h.

“Ao longo do dia desta quinta-feira, há avisos meteorológicos para o estado e esse aviso vai persistir até amanhã pela manhã. E, o tempo deve permanecer bem instável, bem carregado, pelas próximas horas e ao longo do final de semana”, informou a meteorologista do Capre (Centro de Análise e Previsão do Tempo) no Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), Naiane Araujo. “Ao longo do dia de hoje, deve chover bem pelo estado, prevendo uns bons quilômetros acumulados que toda chuva com certeza para o solo e produção hídrica é bem-vinda”, completou. 

O Inmet emitiu um alerta de tempestade que abrange 40 municípios das regiões sul, sudoeste, leste e pantaneira. Os municípios de Amambai, Angélica, Antônio João, Aral Moreira, Batayporã, Bela Vista, Bonito, Caarapó, Caracol, Coronel Sapucaia, Deodápolis, Douradina, Dourados, Eldorado, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Itaporã, Itaquiraí, Ivinhema, Japorã, Jardim, Jateí, Juti, Laguna Carapã, Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Nioaque, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Paranhos, Ponta Porã, Porto Murtinho, Rio Brilhante, Sete Quedas, Tacuru, Taquarussu e Vicentina estão no radar do alerta desta quinta-feira. 

“O excesso de chuvas e os ventos fortes trazem transtornos a população, como alagamentos, árvores arrancadas e danos as construções. Evitem áreas alagadas, pois a risco de corte de energia elétrica e estrago em plantações. Não se abrigue debaixo de árvores e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda, pois há risco de queda e descargas elétricas”, alertou. 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *