Prefeitura quer liberar espaços exclusivos para quem já tomou as duas doses da vacina

CG
Divulgação

Medida deve começar a ser aplicada em agosto para teatros, cinemas e eventos autorizados

Com a vacinação em ritmo acelerado, a Prefeitura de Campo Grande estuda dar outro importante passo rumo à tão esperada retomada na “vida normal”. Aos moldes dos Estados Unidos e de países da Europa, a ideia é autorizar na Capital a abertura de espaços “free COVID”, exclusivos para a circulação de moradores que já tomaram as duas doses da vacina contra o novo coronavírus. A expectativa é de que a proposta se aplique a partir do próximo mês, em locais como teatros, cinemas e eventos previamente autorizados pelo município.

“A carteira de vacinação digital possibilita identificar no celular as informações de quem está com as duas doses aplicadas. Com isso, donos de estabelecimento permitiriam a entrada somente para esse público. É uma ideia que funciona em outros países e temos ferramentas para fazer aqui, afinal precisamos pensar nesse retorno seguro e estamos trabalhando para isso”, explica o secretário municipal de Saúde, José Mauro Filho. Otimista, ele acredita que há condições de os espaços serem implantados já no mês que vem, a depender apenas de negociações com a Câmara Municipal.

Segundo José Mauro, para ser validada, a proposta será apresentada para discussão na Câmara. Caso aprovem, os vereadores terão a incumbência de elaborar projeto de lei autorizativo para ser sancionado e aplicado pela prefeitura. “Já conversei com alguns vereadores. Como de costume, a gente pede para que eles discutam e vejam se concordam”, relata.

Além da retomada de serviços afetados pela pandemia, que desde o ano passado lutam, para trabalhar, o secretário vê nos ambientes “free COVID” mais um estímulo para que a população se vacine e complete o ciclo de imunização. “Somos exemplo para todo o país na aplicação das vacinas, mas ainda há quem não queira se vacinar e aqueles que não voltam para tomar a segunda dose. Creio que essa medida nos ajudaria a alcançar essas pessoas”, completa.

Segundo o “vacinômetro” da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), até a manhã de quarta-feira (14) 24,15% da população campo-grandense havia sido vacinada com as duas doses da vacina ou com o imunizante da Janssen, que tem aplicação única. Isso significa que 263.588 moradores estariam aptos a participar de uma festa, por exemplo. Na fila, ainda aguardando a segunda dose, estão 405.191 pessoas, um total de 44,72% do total geral de habitantes.

Para quem se vacinou e ainda não pegou a carteira de vacinação digital, a Sesau explica que é preciso entrar no site: http://vacina.campogrande.ms.gov.br/, acessar o cadastro e clicar na aba “documento digital”. Na carteira estão descritos os dados pessoais da pessoa e da vacina aplicada. Junto das informações, a prefeitura inseriu um código de QR code para atestar a autenticidade do documento. “Com a leitura desse código os empresários vão validar a entrada de pessoas vacinadas no sistema free COVID”, finaliza José Mauro Filho.

(Clayton Neves)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.