Exposição traz a beleza da mulher negra para a Capital

Até o dia 30, os campo-grandenses poderão apreciar a exposição “ Liberto a Alma – Valorização da Mulher Negra”, no Shopping Bosque dos Ipês, próximo a Lojas Renner. O trabalho foi realizado pelo professor de arte Diego Torraca na Escola Municipal Professora Brígida Ferraz Foss com alunas e funcionárias negras da escola. A mostra conta com 51 fotografias feitas no ambiente escolar referenciando a artista Frida Kahlo, a fim de valorizar e elevar a autoestima dessas mulheres, protagonizando-as e proporcionando, por meio da fotografia, um (re)conhecimento da própria imagem, ainda que de maneira lúdica.

A ideia surgiu da necessidade de elevar a autoestima das alunas e funcionárias negras da escola que não são reconhecidas como “padrão de beleza” e também não estão representadas nas imagens do cotidiano, como as capas de revista, novelas e no cinema. A estética que norteou o ensaio foi inspirada no universo da artista plástica mexicana Frida Kahlo. A escolha por Frida se deu por ser um símbolo de empoderamento, por ser uma mulher que buscava sua felicidade e se colocava em grau de igualdade perante os homens.

A fotografia foi o meio artístico escolhido pois geralmente vemos a representação da mulher negra de forma estereotipada, africanizada, com turbantes e grafismos étnicos. Sabemos que as mulheres reais estão a nossa volta, de diversas formas, estão inclusive nas salas de aula e também em outras funções na instituição. O título do projeto veio do poema da designer Maria Fernanda Paes de Barros que possui uma pesquisa voltada para questão da identidade histórica brasileira e o negro está inserido na história, não como protagonista, mas como símbolo de resistência. E no momento político e social atual vemos que as coisas não mudaram muito.

 

Confira mais notícias na versão impressa.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.