7 julho 2020, 4:54
Crédito: Divulgação

WhatsApp baniu 400 mil contas na eleição de 2018

Na últimas eleições de 2018, o WhatsApp baniu mais de 400 mil contas do Brasil de 15 de agosto a 28 de outubro, período que engloba a campanha eleitoral. O aplicativo afirmou ter identificado disparos de mensagens em massa e outras violações aos termos de uso do aplicativo.

A informação consta no ofício enviado pela empresa ao senador Angelo Coronel (PSD-BA), presidente da CPMI (Comissão Parlamentar Mista de Inquérito) das Fake News. O documento (íntegra) foi encaminhado na semana passada e disponibilizado no sistema da CPMI nessa segunda- feira (18).

As investigações da CPMI indicam que alguns candidatos usaram robôs para fazer disparos em massa de mensagens e disseminar notícias falsas sobre os adversários durante o pleito.

Para evitar o problema no futuro, na tentativa de coibir a divulgação de mensagens falsa nas eleições municipais de 2020, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) quer responsabilizar os candidatos que espalharem fake news.

(Texto: Karine Alencar com informações do Poder 360)

Veja também

Lei visa incluir bandeira do SUS entre símbolos nacionais

O Projeto de Lei 3644/20, de autoria do deputado Alexandre Padilha (PT-SP), pretende incluir a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *