Safadão é “cancelado” e Juíza veta “política circo e pão”

Wesley Safadão
Foto: Divulgação/Romilson Sales

A Juíza Juliana Bastitela Guimarães de Alencar limitou na última quarta-feira (8), o valor dos pagamentos de shows contratados pela prefeitura de Alagoas, após show de R$600 mil reais pagos ao Wesley Safadão.

O Ministério Público cancelou o show do artista previsto para acontecer no interior do Estado.

A medida se deu após polêmica envolvendo cantores sertanejos e pagamentos com valores exorbitantes pagos por prefeituras municipais. Após o assunto vir a tona causados pelo cantores: Zé Neto e Anitta, seis estados estão sendo investigados.

A Juíza salientou em sua sentença o limite de pagamentos com show no valor de R$100 mil reais em contratação geral e o limite de R$500 mil em todo o Estado e argumentou que a administração precisa proporcionar primeiramente as condições básicas de vida digna dos cidadãos, que não estão sendo atendidas.

Juliana também em seu parecer ressaltou a velha política. “O que se vê na prática é a velha política iniciada na Roma antiga do “pão e circo”, que entrega aos cidadãos um lazer esporádico e momentâneo em detrimento de condições estruturantes, que convergiriam para a formação de indivíduos socialmente emancipados condições dignas de vida”, explicou a juíza.

 

 

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.