Novo contorno urbano vai facilitar acesso à cidade do bolsão sul-mato-grossense

Foto: Divulgação PMTL
Foto: Divulgação PMTL

O Governo Federal deu um importante passo para melhorar o fluxo rodoviário e impulsionar agronegócio em Três Lagoas, cidade do chamado “bolsão sul-mato-grossense”. A ordem de serviço que garante investimentos de R$ 157,3 milhões na BR-158/262/MS foi assinada na última quarta-feira (8) pelo ministro da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, com a presença do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Santos Filho.

As obras em 26,46 quilômetros de rodovias vão permitir a diminuição do fluxo viário de cargas e passageiros, bem como ampliar a competitividade para os produtores de grãos da região. Executadas pelo DNIT, as intervenções propiciam o escoamento da produção agrícola do estado do Mato Grosso do Sul até os portos de Santos e Paranaguá.

“Essa ordem de serviço vai melhorar a vida do caminhoneiro, do agricultor do cidadão e desenvolver a infraestrutura do estado. É mais segurança e trafegabilidade para todos”, afirmou o ministro da Infraestrutura. Os serviços incluem a implementação de pista dupla, sinalização vertical e horizontal, serviços de drenagem e pavimentação e construção de oito viadutos.

São eles: viaduto sobre a rua Trajano dos Santos, viaduto sobre a linha férrea, viaduto sobre a BR-262/MS, viaduto sobre a BR-158/MS, viaduto sobre a vicinal, ponte sobre o Córrego da Onça e viaduto sobre a rua Jupiá e linha férrea.

Solução urbana

O projeto foi desenhado para melhorar a infraestrutura rodoviária local, interligando a BR-158, na saída para Brasilândia e Selvíria, e a BR-262, em Campo Grande. O contorno rodoviário em Três Lagoas vai retirar o fluxo de veículos de carga da área urbana, na altura da avenida Ranulpho Marques Leal e reduzir o número de acidentes.

A rodovia BR-262/MS estende desde a divisa com o estado de São Paulo até Corumbá, na fronteira do Brasil com a Bolívia. A rodovia é um importante corredor rodoviário, pois propicia o escoamento da produção agrícola do Estado do Mato Grosso do Sul até os portos de Santos e Paranaguá. A BR-262 é a principal ligação entre Campo Grande e as regiões Sul e Sudeste do País.

Já a BR-158/MS é fundamental para escoamento de produtos da agropecuária do estado. Mato Grosso além de ser maior produtor de grãos do Brasil, tem o maior rebanho bovino do país: mais de 30 milhões de cabeças de gado, representando sozinho quase 14% da produção nacional. A pavimentação e conservação da estrada é considerada importante fator de desenvolvimento econômico, interferindo nos custos no transporte, e no preço das mercadorias que chegam ao consumidor final.

Com informações do  Ministério da Infraestrutura

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.