Aumenta vício em alimentos ultraprocessados

O Ministério da Saúde aponta que, somente no Brasil, a obesidade atinge 13% dos meninos e 10% das meninas com idade até 17 anos. Além disso, um estudo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) estima que o sobrepeso aumentou 10 vezes no mundo em pessoas dessa faixa etária. O vício das crianças em alimentos ultraprocessados assusta.

A pesquisa que foi desenvolvida por meio de três alimentos: biscoitos, embutidos e refrigerantes, contou com o diagnóstico de 139 crianças, de 9 a 11 anos acima do peso. Todas eram matriculadas em escolas de baixa renda de São Paulo. O resultado mostrou que 24% dos entrevistados são dependentes de alimentos ultraprocessados.

A pessoa com vício alimentar pode desenvolver padrões de comportamento descontrolados ao consumir substâncias que causam prazer. A especialista em obesidade Gladia Bernardi, autora do best-seller “Código Secreto do Emagrecimento”, explica que as crianças escolhem seus alimentos considerando o que mais os atraem visualmente pelo rótulo, por isso, em sua maioria, os escolhidos são chocolates, salgadinhos e refrigerantes.

“Esses alimentos ultraprocessados, normalmente, causam sensação de bem-estar nas crianças, é por isso que devemos nos atentar, pois essa sensação pode ser um ‘gatilho’ para a compulsão alimentar no futuro”, enfatiza a especialista.

A especialista ainda explica que os pais são responsáveis pela alimentação dos filhos desde que eles são pequenos. “Evite alimentos que viciam como o açúcar. O bebê que consome muito doce, como o excesso de achocolatado, por exemplo, vai criar uma dependência no açúcar e achar que deve comer uma sobremesa toda vez que acabar de comer. O alerta vale para os adultos”, finaliza.

(Rafael Belo com assessoria)

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.