“Dobradinha ao senado” pode fortalecer candidatura a Governo

O TSE - Foto: José Cruz/ Agência Brasil
O TSE - Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Os partidos políticos do país estão costurando suas coligações e uma brecha na lei que poderá auxiliar neste processo, caso o TSE aprove a dupla candidatura de senadores em chapas para governo Estadual.

O deputado federal Delegado Waldir (União Brasil-GO) trouxe o tema após consultar junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e avaliar a possibilidade de partidos lançarem mais de uma candidatura ao Senado na mesma chapa para o governo estadual. O caso, sob relatoria do ministro Edson Fachin, ainda será analisado pela Justiça Eleitoral.

A decisão pode vir impactar nas próximas eleições nas chapas em que há mais de um pré-candidato ao senado apoiando o mesmo Governador.

A possibilidade serviria para fortalecer os partidos e as candidaturas a Governo do Estado.  A eleição de 2022 renovará apenas um terço do Senado cada estado elegerá apenas um senador com mandato até fevereiro de 2030. Dessa forma, as alianças nos estados têm sido negociadas tendo como base a necessidade de definir apenas um candidato ao Senado para a chapa.

Com informações da Folhapress

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.