Bolsonaro é alvo de opositores após nota de pesar sobre morte de Paulo Gustavo

Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter

Após se manifestar sobre a morte do ator e humorista Paulo Gustavo, de 42 anos, mais uma vítima da COVID-19 no país, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vem sendo alvo de críticas. A nota de pesar publicada por ele no Twitter na madrugada desta quarta-feira (5) repercutiu mal entre opositores e internautas.

“Meus votos de pesar pelo passamento do ator e diretor Paulo Gustavo, que com seu talento e carisma conquistou o carinho de todo Brasil. Que Deus o receba com alegria e conforte o coração de seus familiares e amigos, bem como de todos aqueles vitimados nessa luta contra a COVID”, publicou Bolsonaro.

A postagem é acompanhada por uma foto do ator A postagem é acompanhada por uma foto do ator segurando uma imagem da Santa Dulce dos Pobres, de quem era devoto.

Até o início da manhã, o post de Bolsonaro tinha 23,8 mil retweets e 34,4 mil respostas, boa parte delas contra o presidente e relembrando o posicionamento dele ao longo do último ano ao minimizar a gravidade da pandemia.

Morte do ator – Criador da personagem Dona Hermínia e um dos humoristas mais populares e admirados do Brasil, Paulo Gustavo estava internado desde o dia 13 de março com covid-19 no Hospital Copa Star, em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro. No último domingo ele teve uma pequena melhora e conseguiu fazer um pequeno contato com o esposo, mas morreu na noite dessa terça-feira (4), após uma embolia pulmonar.

Paulo Gustavo será velado no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Niterói, cidade natal do humorista, decretou luto de três dias e irá promover um minuto de aplausos na noite desta quarta-feira (5) em homenagem ao artista e todos os niteroienses que também foram vítimas de Covid-19.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.