Bitto Pereira na liderança pela presidência da OAB-MS

bito pereira
Reprodução

Com 38% das intenções de voto, candidato da situação está à frente, com Raquel Magrini em 2º lugar

O Instituto Ranking de Pesquisa afirma em coleta de dados que entre os três pré-candidatos à presidência da OAB-MS (Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional MS), o advogado Bitto Pereira sai na frente no cenário estimulado e espontâneo.

Na pesquisa estimulada, Bitto Pereira teve o percentual de 38,43%, enquanto Raquel Magrini teve 27,14% de intenções de voto. Já Giselle Marques aparece com 9,57%. Brancos, nulos, indecisos e que não quiseram responder somaram 24,86%.

Espontânea

Na pesquisa espontânea, o total de 26,57% indicaram intenções de votos em Bitto Pereira. A pré-candidata Rachel Magrini teve indicativo de 16% e Giselle Marques, 2,86%. Outros tiveram 1%. Brancos, nulos, indecisos e que não quiseram responder somaram 53,57%.

Rejeição

Em levantamento estimulado sobre rejeição, a pré-candidata Giselle Marques teve o percentual de 13,29%. Raquel Magrini aparece com 11,57% e Bitto Pereira com 7,14%. Brancos, nulos, indecisos e que não quiseram responder somaram 58%. O público que contribuiu com o levantamento, dividido em gênero, teve 53,29% de masculino e 43,71% de feminino.

Pré-candidatos

Animado com a pré-campanha, o advogado Luis Cláudio Alves Pereira, o “Bitto Pereira”, explicou que o momento é de ouvir a advocacia com visita a escritórios e entender de maneira detalhada e plural os anseios reais e atuais da classe. “São pautas diversas e de vários setores da advocacia. Todo o pré-candidato tem o dever de dialogar com a advocacia. Esse é o nosso desafio. E no momento em que a legislação permitir podemos apresentar as propostas. Posso dizer que tenho ideias e no exercício da advocacia temos dois pilares: respeito as prerrogativas da advocacia e a luta por honorários dignos que são duas pautas conexas.”

A advogada Rachel Magrini, que já concorreu a eleições pela OAB-MS em 2019, afirma estar em pré-campanha mantendo diálogo com os advogados. “Eu quero somar nesse movimento que a gente tem feito de mudança e nova gestão. Então, o diálogo é uma coisa que eu mais vou procurar ter com todos os advogados. Quero oferecer uma nova OAB-MS com nova forma de gerir e quem envolva a todos os advogados. Quero que eles sintam pertencentes a classe. Estou novamente como pré-candidata e acredito que muita coisa mudou. Nosso movimento vem ganhando força.”

Giselle Marques diz que fica “feliz em ter sido lembrada na espontânea e estar já com quase 10% na estimulada”. “Formalizamos nossa pré-candidatura em março. A eleição só ocorrerá em novembro. O candidato da atual diretoria já está há seis anos no páreo, a outra candidata já concorreu a presidente na última eleição. Ambos já têm chapas prontas há vários anos. A nossa ainda está se formando e é de fato a grande novidade da campanha. Creio que chegaremos à vitória, pois a advocacia quer renovação.”

Gestão

O total de 75,14% dos advogados avaliam a atual diretoria comandada por Mansour Karmouche como boa/ótima. Ao passo que 13,86% dizem que é regular e 6,29% afirmam que é ruim/péssima. Não souberam responder somaram 4,71%. Isso significa que a boa gestão de Karmouche pode refletir em uma pré-campanha positiva para Bitto Pereira, o qual tem seu apoio. Sobre isso, o pré-candidato afirma que tem a honra de ter o apoio. “O presidente Mansour faz uma gestão acolhedora, plural e que ouve a advocacia. Ele tem uma gestão aprovadíssima pelo trabalho que fez.”

A pesquisa

Pesquisa realizada pelo Instituto Ranking Brasil entre os dias 12 e 16 de julho de 2021 com 700 advogados(as) residentes em 30 cidades de Mato Grosso do Sul inscritos(as) na OAB-MS. Para um intervalo de confiança de 95% e um tamanho de amostra de 700 entrevistas, a margem de erro máxima estimada foi de 5% para mais ou para menos. (Texto: Andrea Cruz)

Leia também matérias do nosso caderno impresso

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.