PMA da Capital e de Ladário apreendem itens de pesca predatória

Foto: Divulgação/PMMS
Foto: Divulgação/PMMS

Equipes de Campo Grande foram enviadas ontem (11) pelo Comando da Polícia Militar Ambiental, para intensificar os trabalhos de prevenção à pesca predatória no rio Paraguai e afluentes. Os policias da Capital se juntam a Polícia de Corumbá, especialmente na região de fronteira.

Durante a fiscalização de ontem no final da tarde , as equipes receberam denúncias anônimas de que uma peixaria no munícipio de Ladário poderia estar vendendo pescado adquirido de forma ilegal.

A polícia foi ao estabelecimento e realizaram conferência dos peixes armazenados, não encontrando irregularidades. Contudo, em vistoria a uma fábrica de gelo que pertencia ao proprietário da peixaria, foram encontrados 800 metros de rede de pesca e uma tarrafa, apetrechos proibidos. Os itens ainda estavam molhados, sugerindo que foram utilizados anteriormente.

O empresário dono dos dois estabelecimentos negou a propriedade do material e alegou tratar de um depósito de livre acesso e que não possui segurança. Os equipamentos utilizados para pesca ilegal foram apreendidos.

A Polícia Militar Ambiental continuará a investigar o caso. Se o proprietário dos apetrechos for localizado, poderá responder por crime de pesca predatória, com pena de três anos de detenção e multa em R$ 700,00 a R$ 100.000,00.

Com informações da PM MS. 

Acesse também as redes sociais do Estado Online no Facebook e Instagram.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.