Pistoleiro de facção morto na Capital era filho de traficante ‘Pingo’

Foto: Divulgação/PM
Foto: Divulgação/PM

O principal pistoleiro de uma facção criminosa em Campo Grande, Jardel Angelo Wink Soligo, de 37 anos morto nesta quinta-feira (31) após confronto com o Batalhão de Choque da Polícia Militar, era filho do traficante internacional Irineu Domingos Soligo, o “Pingo”.

Atualmente preso no Rio Grande do Sul após ser capturado em uma fazenda na região de Pedro Juan Caballero, Irineu segundo a SENAD (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai era um dos narcotraficantes brasileiros mais procurados do país e pela Interpol (Polícia Internacional).

Morte do pistoleiro

Segundo boletim de ocorrência, o pistoleiro foi atingido pela policia e desarmado após demonstrar nervosismo ao avistar a viatura, que realizava rondas na Vila Bordon. O confronto se iniciou diante a atitude de Jardel, que no momento da abordagem levou as mão para cintura de onde sacou uma arma.

Sendo assim ele foi socorrido para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida, após 40 minutos de tentativas de reanimação, o médico da unidade declarou o óbito.

Em vistoria ao local do confronto, foram apreendidos um celular e uma pistola calibre .40, utilizada pelo pistoleiro, modelo de uso restrito das forças policiais, com numeração raspada e carregador contento diversas munições intactas de igual calibre.

Leia também https://oestadoonline.com.br/2021/01/01/em-confronto-pistoleiro-de-faccao-e-morto-pela-pm/

Texto Dayane Medina e Letícia Rodrigues

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.