Mulher tem vídeo íntimo divulgado em WhatsApp e caso vai parar na delegacia

Uma mulher de 40 anos foi parar na Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) na noite de ontem (26) após ter um vídeo íntimo divulgado em um grupo de WhatsApp.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima informou a polícia que desde o dia 23 deste mês um vídeo íntimo seu está circulando em grupo de WhatsApp de cabeleireiros com a legenda ‘entubada mas passa bem’.

O caso foi registrado como divulgação de cena de estupro ou cena de estupro de vulnerável, de cena de sexo ou de pornografia. A responsável pela divulgação do vídeo já foi identificada e a Deam investica o caso.

A pena para esse tipo de crime vai de um a cinco anos de reclusão se o fato não constitui crime mais grave.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *