Delegacias da Capital registram 1,6 mil pessoas presas só no começo de 2022

Divulgação/
Divulgação/

As duas Depacs (Delegacias de Pronto Atendimento Comunitário de Campo Grande), contabilizaram no primeiro trimestre de 2022, a entrada de 1.630 pessoas detidas e presas, decorrentes de prisões em flagrante, mandados de prisão e infrações de menor potencial ofensivo. Além disso, os policiais registraram 6.891 boletins de ocorrência presenciais, conforme dados extraídos do SIGO.

Na Depac do Centro foram 293 pessoas autuadas em flagrante delito, 200 mandados de prisão cumpridos, e 316 pessoas compromissadas a comparecer junto ao Juizado Especial Criminal.

No total, foram registrados na principal delegacia de Campo Grande, 4.766 boletins de ocorrências presenciais, dos mais variados crimes, dentre furtos, roubos, receptação, crimes contra a honra, da população que necessita e procura a Polícia Civil.

Já na Depac Cepol, foram 264 pessoas autuadas em flagrante delito, 181 mandados de prisão cumpridos, 33 adolescentes apreendidos em flagrante e por mandados de apreensão, além de 276 pessoas compromissadas a comparecer junto ao Juizado Especial Criminal e 67 adolescentes compromissados junto a Vara da Infância e Juventude. No total foram registrados 2.125 boletins de ocorrências presenciais.

Segundo o Delegado João Eduardo Davanço, Delegado Titular das Depacs, as Delegacias de Pronto Atendimento têm como meta o constante e ininterrupto atendimento da população e demais forças policiais no tocante a prestação dos trabalhos de Polícia Judiciária, visando oferecer as devidas condições de atendimento à sociedade sul-mato-grossense.

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.