Requalificação na Antiga Rodoviária anima comerciantes da região

Antiga Rodoviária

A previsão de início das intervenções é no primeiro trimestre de 2022.

Em mais uma celebração aos 122 anos da Capital, a Prefeitura Municipal de Campo Grande apresentou ontem (19) o projeto de requalificação da parte pública do Terminal Rodoviário Heitor Eduardo Laburu, a antiga rodoviária, e deu início às obras no entorno, que fazem parte do Programa Reviva Campo Grande.

A Prefeitura irá atuar em cerca de 10 mil metros quadrados, que correspondem à parte pública do prédio, revitalizando as plataformas de embarque e desembarque, duas salas no piso superior e o entorno com calçamento, recapeamento, paisagismo, mobiliário urbano e acessibilidade.

A previsão de início das intervenções na antiga rodoviária é no primeiro trimestre de 2022. Para o local, serão transferidos a Fundação Social do Trabalho (Funsat) e a Guarda Civil Metropolitana.

“Virão para cá, 200 homens fardados, equipados, preparados e armados, vem a Funsat, que juntos vão movimentar a população. Vamos ter todas as calçadas com acessibilidade, asfalto novo, lâmpada de led, paisagismo e área de descanso. Vai ser tudo de ótima qualidade, porque nossa cidade merece isso”, explicou o prefeito Marquinhos Trad.

Com um projeto moderno e funcional, a revitalização da  antiga rodoviária vai manter algumas características do prédio, como a laje. A fachada com jardim vertical, referência à antiga janela, vai proporcionar mais conforto térmico ao ambiente.

O entorno terá paisagismo, espaços de descanso e estacionamento com possibilidade de usos variados aos fins de semana. Já a acessibilidade estará garantida, com rampas, escadas e elevador. Um jardim interno iluminado por claraboias fará a interligação das partes pública e privada do prédio da antiga rodoviária.

Entre os comerciantes, o projeto foi muito bem recebido. “A expectativa é das melhores porque estamos lutando há anos para que essa revitalização aconteça e, com isso, acreditamos que o comércio volte a ter o mesmo retorno que tinha antigamente. Então, pra gente, é de grande importância essa obra”, pontua Silmara Cristina dos Santos, empresária da rede hoteleira. Acesse também: Cras aguarda balanço de danos no Parque dos Poderes

Mais notícias no Jornal Impresso  

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *